Pesquisar neste blog

Sobreviver - missão cada vez mais difícil

domingo, 15 de agosto de 2010

A taxa de mortalidade infantil no Brasil caiu mais de 60% nos últimos vinte anos, segundo estudos da Revista médica Lancet.
Que bom. Apesar de que ainda há grande inimigos ameaçando a vida de milhares de crianças em nosso país. Elas tem que sobreviver a diferentes níveis de pobreza, diferentes situações de afastamento dos pais por motivos de separação ou horário de trabalho. Tem que sobreviver à violência no meio das ruas, a bandidos que nem mesmo as crianças poupam. Tem que sobreviver a pais completamente despreparados para ser pais e dar uma educação de qualidade, porque muitas mamães no país ainda são adolescentes.
Tem que sobreviver às seguintes faltas de amor:
1 - Em casa - ainda é grande o número de pais que espancam seus filhos covardemente, danificando-os física e psicologicamente. Ou quando não não sabem fala e fazem verdadeiro terror com as palavras. De outro lado, existem os que não vigiam o suficiente a vida e desenvolvimento de seus filhos, lhes dando uma liberdade perigosa.
2 - Dos governantes - que, em muitos casos, ainda não cumprem metas essenciais de prover qualidade de vida à cidade, aos cidadãos, por exemplo, no atendimento médico que ainda é muito precário em algumas regiões.
3 - Falta de amor na escola - ainda há professores que expõem alunos a vexames e situações constrangedoras. As práticas de bullying entre os colegas de escola continuam crescendo. O bullying é uma prática caracterizada pela humilhação e até agressão física de uma pessoa por um o mais indivíduos, gerando para ele situações de opressão, medo, vergonha, perturbação, isolamento, etc.
4 - Na sociedade como um todo, pois ela está muito violenta, com taxas amedrontadoras de criminalidade. Convivemos com a possibilidade de mortes por balas perdidas, de sequestros, de pessoas adoecidas no alma, no coração, capazes das piores maldades contra um indivíduo. Ainda há motivos, por tudo que já foi noticiado, de podermos contar com policiais corruptos, que agem pior do que bandidos. Uma sociedade, enfim, que dá medo, que tira a liberdade.
Sem contar ainda com a mentalidade em que impera um materialismo absoluto. O importante é o dinheiro e que ele proporciona. Assim, não importam os meios, o importante é conseguir esse dinheiro.
Sobrevivendo a essas situações e possibilidades, que tipo de mente haverá nos adultos responsáveis pelas futuras gerações?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe