Pesquisar neste blog

Parabéns, mamães!

domingo, 9 de maio de 2010

Lamento muito não ter feito nada para o Dia das Mães esse ano. Infelizmente, estou sem net e as lan-houses daqui considero inseguras e com velocidade incompatível pra enviar arquivos. Além disso, elas não possuem os aplicativos necessários para edição gráfica.
Acho que daqui pra terça a Oi terá dado baixa nos débitos em aberto, os quais não estavam e tive que efetuar pagamento novamente.

Que posso dizer das mães? Primeiro, não tenho um coração de mãe, não carreguei um filho na barriga por nove meses, não amamentei, não cuidei ainda de um rebento nos dias de enfermidade. Não me preocupei com sua ida à escola, com as pessoas que estariam ou não em seu caminho. Não sei o que se passa na cabeça de uma mãe que sabe como será difícil para o seu filhinho assimilar os perigos e enganos desse mundo, como será seu contato com a maldade de muitos corações humanos, entre outras coisas.
Uma mãe certamente tem o filho como parte de sua vida, de sua alma, pois ele saiu de dentro dela.
Como filho, sim, como filho reconheço que sou amado. Minha mãe, apesar da minha avançada idade, ainda se preocupa muito comigo, ainda me beija, me abraça, me põe no colo, sente ciúmes de mim, tem cuidado com minhas amizades. Muitas vezes ela acerta na mosca quando minha vida está passando por problemas pessoais.
Ela tem uma sensibilidade única para reconhecer o estado de seu filho.
A sociedade precisa fundamentalmente do trabalho das mães. São elas que garantem boa parte do equilíbrio das gerações que futuramente terão que participar ativamente da sociedade como trabalhadores, como prestadores de serviços, como pessoas que vão assumir respondabilidades consigo mesmas e com os outros.
Nunca é óbvio ou repetitivo lembrar que Deus escolhe a enormidade do amor de uma mãe para falar do seu próprio amor. Em Isaías 49:14-16 podemos ler: "Sião diz: Já me desamparou o SENHOR, e o meu Senhor se esqueceu de mim. Porventura pode uma mulher esquecer-se tanto de seu filho que cria, que não se compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse dele, contudo eu não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos eu te gravei; os teus muros estão continuamente diante de mim”.
Então, parabéns à mamãe zelosa, que cuida e guarda seus filhos, que os protege, que é verdadeira companheira e amiga, que educa, ensina, peleja pra que ele ande por um bom caminho.

Felicidade, paz, harmonia e muito amor na vida de cada mãe!
Parabéns hoje e sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe