Pesquisar neste blog

HILLSONG - I SIMPLY LIVE FOR YOU (Eu simplesmente vivo por você)

quinta-feira, 6 de abril de 2006

Música: I Simply Live For You
Artista: Hillsong Music Australia
Álbum: For This Cause
Tradução: Adaptada de Eduardo de Menezes
Fonte: Supergospel
Aviso da fonte: "Esta tradução não é oficial, isto é, não foi verificada pela banda ou cantor. A tradução foi enviada por um usuário do site e tem como objetivo apenas estudo. O Supergospel não se responsabiliza pelo material apresentado"

Say the word and I will sing for You
Over oceans deep I will follow
If each star was a song
And every breath of wind praise
It would still fail by far
To say all my heart contains
I simply live
I simply live for You
As the glory of Your presence now
Fills this place
In worship we will meet You face to face
There’s nothing in this world
To which You can be compared
Glory on glory
Praise upon praise
You bind the broken-hearted and
Save all my tears
By Your word You set the captive free
There’s nothing in this world
That You cannot do
I simply live
I simply live for You
-------------------
Diz a palavra e eu cantarei pra Ti
Sobre profundos oceanos te seguirei
Se cada estrela fosse uma canção
E toda brisa um louvor
Ainda falharia, sem dúvida
Para dizer o que meu coração contém
Eu simplesmente vivo
Eu simplesmente vivo por Ti
Como a glória de Tua presença agora
Enche este lugar
Em adoração nós Te encontraremos face a face
Não há nada neste mundo
A que Tu possas ser comparado
Glória em glória
Louvor em louvor
Restauras o quebrantado de coração
E salva todas as minhas lágrimas
Por Tua palavra, libertas o cativo
Não há nada neste mundo
Que não possas fazer
Eu simplesmente vivo
Eu simplesmente vivo por Ti
CIFRA disponível em: cifras.com.br

Hillsong Australia - Saviour (com tradução)

Hillsong Australia
Saviour

A Saviour on a hill dying for my shame
Could this be true?
Defies the world I see
Yet this is all my heart was longing for
To know You my Lord
To know You Lord

You deserve
You deserve
You deserve all the praise

The heavens wept for You
The earth cried out "Could He be the One?"
For You so loved the world
You gave Your only Son to say
I love you so
Oh how I love You so

Hallelujah to the King
Hallelujah we will sing forever

And all humanity
Aches to find this beautiful love You give
We come to You again
To offer up our lives
To worship You alone
To worship You alone

Tradução: Salvador

Um Salvador numa colina morrendo
Por meus pecados - Poderia isso ser verdade?
Desafia o mundo que eu vejo
E ainda, é tudo que meu coração estava desejando:
Conhecer-Te, meu Senhor,
Conhecer-Te mais...

Tu mereces, Tu mereces,
Tu mereces todo o louvor...

Os céus choraram por Ti, a Terra clamou:
“Poderia Ele ser o único?”
Pois Tu amaste tanto o mundo
Deste Teu único filho
Para dizer eu te amo tanto
Oh, como eu Te amo tanto...

Aleluia ao Rei
Aleluia, cantaremos pra sempre...

E toda a humanidade deseja muito encontrar
Este belo amor que dás
Viemos a Ti outra vez
Para oferecer nossas vidas
Para adorar-Te somente
Para adorar-Te somente...

INTROSPECÇÃO - DISSECAÇÃO NÃO-COMPARTILHADA (?)

Não tem jeito. Impossível fugir do meu eu. O eu compartilhado é eu em pedaços, um eu miniaturizado, eu perdido, desencontrado, padronizado. Esta viagem interior parece nunca terminar. Algumas vezes parece que nunca começou. Quando penso que as asas estão prontas para voar, vejo que mal sei pra que lado vai o vento. Quando penso que tenho conhecimento suficiente pra ter auto-controle, me desespero por ser um animal enjaulado dentro dos meus sentidos. Quando penso que tenho amigos, me esbarro novamente com o indizível. E o segredo repousa violentamente, arranhando cada víscera da alma. Pelo que, todos os fogos queimam em sentidos opostos. Quando penso, quando penso. Não quero mais pensar. Quero apenas me afundar neste deserto e contemplar sua desolada paisagem. O rio seco exala o vil cheiro de podridões. O solo rachado expõe minhas mazelas mais profundas. Crianças famintas choram por amamentação e pelo carinho materno que nunca receberam. Sepulcros se travestem de mansões e paradisíacas festas o movimentam. Mendigos desfilam em limusines. Que universo estranho é o coração. Habitantes que não queremos estão lá. O que confirma que nosso maior inimigo é o que está dentro dele. Realidades só vividas no que não se mexe, não se move. O que mais existe é o que não é visto. O que mais se demonstra é o que mais se procura esconder. Não é platônico apenas o amor idealizado, mas PODE ATÉ SER tudo o que está à nossa volta. Como é bom reencontrar essa estranheza comigo mesmo. Sou meu estranho favorito. Meu link favorito é esse eterno rival e desconhecido ser interior. Por que ainda me surpreende que no meio de tanta monotonia acrescente mais uma tonalidade ao mesmo? Ainda avisto montanhas e tenho que escalá-las porque vejo um imenso céu azul e o teto da montanha arranha céus magníficos. Neste caminho tantas vezes escorreguei e quebrei costelas e medulas. Quando penso que posso disparar, acelerar, sinto o freio de uma completa inexperiência. O sentir, o sentir é tão estranho este conhecido companheiro. O coração, o coração. O coração pulsa, o coração ri, o coração chora. O coração se perde, o coração busca saídas. O coração adoece, vomita, fica febril, de repente encontra cura e muda completamente seu modo de ser ele mesmo. Não vou voltar atrás pra retocar nada, nenhuma vírgula.
Encontrei-me, perdi-me, me odiei, reaprendi a me amar.
Não desisti. O coração, o coração pulsa!
Jackson Angelo
 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe