Pesquisar neste blog

O meu sonho

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Hoje, eu me acordei assustado. Hoje, eu tive um sonho que me incomodou muito.
Sonhei que as flores caíam das árvores. E as árvores estavam com as raízes expostas.
Vi pássaros com asas quebradas, sem canto, se música. Sem poder voar.Agonizando no chão, com dor.
Vi a água suja, e os peixes desesperados a sufocar.
Vi uma grávida chorando, gritando alto, sem ter onde dar à luz.
Vi gatos com o corpo aberto sangrando, cachorros mancos, os cavalos macérrimos de fome.
Estava tudo tão quebrado, tudo tão despedaçado.
O céu imenso parecia deserdar o dia. O sol brilhava, mas não notei sua luz. Apenas o seu calor me castigava muito.
O vento ventava, e eu me irritava com sua direção. Eu estava bem, mas queria correr dali.
Pra um lugar diferente, um lugar distante, pra me livrar dessa visão.
Mas, algo tocou meu coração e olhei pra trás. Era pra lá que o vento insistia em soprar.
Eu estava livre e poderia ir tomar meu novo caminho. Mas, voltei!
Descobri com dificuldade que eu poderia ajudar.
O sol, o céu, o vento, estavam ali ainda. O mundo não os havia abandonado.
Não consegui, apesar de tentar resistir. Eu sempre havia resistido!
E voltei. Voltei e dei minhas mãos a cada um!
Ajudei a senhora a dar à luz!
Cavei o chão, precisava abrigar no solo as raízes das árvores. Era lá o seu lugar!
Nesse momento, as flores já estavam mortas! Mas lembrei que haveria outras na próxima estação!
Pra isso eu precisaria limpar o rio. Eu parecia tão só nessa luta!
Ainda ajudei o cãozinho, o cachorrinho, o cavalinho! E um monte de animal que precisava de socorro"
Passados alguns dias comecei a limpar água do rio! Nessa árdua tarefa, todos os animais me ajudavam, até a senhora que deu à luz!
Passamos horas, passamos dias, passamos meses! E finalmente, o rio renascia!
As poucas raízes que sobraram das árvores começaram a crescer!
Crescer, crescer, crescer! E novas árvores apareceram!
Alguns dias depois, as flores já exalavam seu perfume e enchiam o ar de alegria!
Os pássaros já vinham de longe de várias direções. E eu podíamos ouvir seu som novamente!
Afinal, me alegrei pela luz do sol que me fez ver tudo isso. Se estivesse tudo escuro, eu nada veria.
E o vento agora soprava calmamente!
Finalmente acordei!
(Jackson Angelo, em 20 de agosto de 2009, 20h27)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe