Pesquisar neste blog

Imagens inspiracionais para relaxar e relaxar e relaxar

sábado, 13 de dezembro de 2008

Dormem calmamente esses animais! É lindo vê-los assim. Dá vontade de cuidar deles. Ou de se juntar a esse sono e me reconfortar. Afinal, amanhã é outro dia nem que esse amanhã seja meu próximo minuto no relógio da vida.

Re-visão (sobre o limite da visão)



Se meu olho fosse à prova de escuridão
Se todas as coisas estivessem sempre claras
Ou já tivesse chegado a um absoluto
E nenhum detalhe mais fosse preciso
Se pudesse ir além do que alcançam minhas pobres lentes mortais
Se o retrato de cada pensamento
Pudesse ver através das mentes
Se pudesse me ver nos olhos de quem me vê
Se minha visão me permitisse desbravar os infinitos pontos cósmicos
Onde as estrelas e galáxias se escondem
E até minhas estrelas estivessem claras no céu da minha consciência
Se não precisasse piscar os olhos
Fechar os olhos, descansar os olhos por horas no sono
Então minha visão seria a própria divindade
O que posso esperar da minha visão?
Eu me contento em ver esse pouco que está à minha volta
E pouco a pouco ver o que está a quilômetros
No meu paciente movimento no tempo e no espaço
Ver algo de mim no pouco que faço
Ver algo do amor acontecer quando há como
Ver o que não vejo pela energia vibrante da minha alma

Caricatura de esposa (tradução minha)

Viciada em cirurgias estéticas acaba injetando óleo de cozinha no próprio rosto (repassando)

Mioku antes da cirurgia

Mioku após as aplicações de óleo de cozinha no rosto

Até que ponto chega sua vaidade? Para Hang Mioku, uma coreana de 48 anos, não existem limites para alcançar a aparência desejada, tanto que ela teve coragem de injetar óleo de comida no próprio rosto - isso mesmo - óleo comum, aquele encontrado em qualquer cozinha.
A crescente obsessão pela aparência física já não é mais novidade, sobretudo aqui no Brasil, onde algumas mulheres até alcançaram certa notoriedade, em virtude das modificações corporais.
No caso de Mioku, tudo começou quando ela recebeu um diagnóstico médico que dizia que ela sofria de um distúrbio psicológico, dado o grande número de procedimentos cirúrgicos que ela vinha submetendo-se desde os 28 anos. A moça sofria cirurgias após cirurgias, tornando-se absolutamente viciada nesse tipo de tratamento.
De acordo com o jornal Telegraph, a situação tornou-se tão insustentável, que os médicos começaram a evitar novos procedimentos cirúrgicos. Foi então que ela conheceu um médico que mostrou-se disposto a ajuda-la. O profissional entregou-lhe uma seringa e uma quantidade de silicone, para que ela mesma pudesse se aplicar em casa.
Mais tarde os problemas começaram a aparecer. Quando o suprimento de silicone terminou, ela resolveu recorrer ao óleo de cozinha. Resultado: seu rosto ficou tão inchado e desfigurado, que as crianças da vizinhança começaram a chamá-la de "pé de ventilador", porque sua cabeça havia crescido e o corpo permanecia da mesma forma.
Arrependida, Mioku começou a apelar para alguns programas de TV locais, em busca de doações para custear a reconstrução da sua face. O resultado não foi o esperado, entretanto, foi suficiente para conseguir duas cirurgias de correção. Já no primeiro procedimento, os cirurgiões removeram 60g da substância estranha do rosto e mais 200g do pescoço.
A condição da moça é tão complicada que, mesmo após várias sessões, seu rosto permanece bastante inchado.

Nota pessoal:
Existem exemplos a ser seguidos e exemplos para não ser seguidos. Exemplos são como caminhos já percorridos por alguém ou modos por meios dos quais alguém percorreu uma trajetória.
Não é bom que existam exemplos negativos, mas conhecida a falibilidade da natureza humana, são necessários.
A questão da vaidade não se reduz ao que o espelho fala. Não é o espelho que pode nos destruir ou matar: é o modo como nos olhamos que pode ser fatal!
Recebida por e-mail
Fonte: http://www.socialclub.com.br/index.php?s=14204a1c720fb927ebb9895695ccbc6e&showtopic=3584&pid=19627&st=0&#entry19627

A pergunta que não quer calar

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR

Diante da tragédia que está ocorrendo em Santa Catarina, vocês viram algum "movimento social" se apresentar para realizar trabalhos voluntários? Uma caravana do MST? Um grupo do movimento dos assentados de barragens? Uma equipe dos padrecos que insuflam os índios? A turma dos quilombolas? Quem sabe por onde andará a turma dos direitos humanos? A UNE e o pessoal da sua "caravana da saúde"? As ONGs que mamam dinheiro do governo com a desculpa de cuidar do social?
Enfim, resumindo, a pergunta final: onde estão os ditos "movimentos sociais", com sua propalada solidariedade e sempre tão ávidos por dinheiro público?
FAVOR INFORMAR O PARADEIRO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS E ONGS. AH! E OS DIREITOS HUUUM... MANOS.
ESTAMOS FALANDO DA TRAGEDIA DE SANTA CATARINA!!!
E NÓS QUE JÁ PAGAMOS A CONTA DO EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO, E AINDA A ABERRAÇÃO DE DAR DINHEIRO PARA BANCOS E MONTADORAS,TEMOS QUE PAGAR MAIS ESTA!
TUDO EM NOME DA SOLIDARIEDADE. SERIA SOLIDARIEDADE SE A PATIFARIA E PILANTRAGEM NO BRASIL NÃO FOSSE MAIOR DO QUE O PRÓPRIO.
ALÔ!!! ACOOOOOOOOORRRDEEEEM !!!!
ESTA TUDO DOMINADO E ELES, BEM ELES NÃO ESTÃO NEM AÍ, DANEM-SE. TOODDDOS!!!!!!!!!!
 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe