Pesquisar neste blog

Tenha um ótimo dia

quarta-feira, 26 de março de 2008


Image Hosted by ImageShack.us
Tenha um ótimo dia (Jackson Angelo)

Mentalize a paz no seu coração. Lembre-se das coisas boas, dos bons momentos. Só por hoje, em alguns minutos, em alguns instantes, procure dar trégua aos seus questionamentos. Respire fundo. Já há tantos inimigos fora de mim, por que ainda pôr mais soldados do mal no coração? Colocar minha vida como um troféu de derrota?
Parece que todo texto ou argumento que se use em prol da paz tem um sentido imperativo. O verbo está sempre dando ordens. Por outro lado, dar ouvidos à tristeza implica em uma forma destrutiva de obediência.
O sentimento de que nada deu certo nem pode dar mais certo não podem afugentar de mim o direito de ser feliz, o direito de fazer coisas em prol da minha alegria.
Ainda tenho vida e ainda tenho imaginação.
Não pode ser tão complicado quanto parece tomar uma decisão acertada.
Nem pode ser tão lastimável errar quando a gente pode aprender algo melhor pra ser usado no futuro, pra experimentar e compartilhar o que aprendemos com os outros.
Não fui o primeiro que dei um passo pra trás. Não fui o primeiro nem o último que vacilou.
Por que tenho que temer essa natureza falível? Sempre há algo para aprender.
Se tudo for mecânico e automático, qualquer um se torna escravo do imediatismo.
Não pode ser tão invencível o sofrimento de um problema quando se tem esperança de uma vida eterna.
Também não vou lembrar disto. Não vou lembrar os leões que comeram vivos os cristãos. Não vou fazer do meu dia a dia uma glutonaria dos problemas em meu ser. Triste por isto, triste por aquilo. Nem de um sorriso superficial ou momento passageiro e aparente símbolos de minha glória.
O que vivo é pra mim mesmo. O que sinto tem que ser sincero. O que eu expressar tem que vir do coração de verdade.
Tem momentos em que não é necessária nenhuma forma de hipocrisia.
Se estou diante de um espelho, principalmente da alma, por que não prestar atenção melhor no meu próprio rosto?
E por que não agradecer pelo menos pelo simples fato de poder me ver?
Dentro do que pude fazer, não sei se dei o melhor de mim, mas procurei ser verdadeiro neste melhor.
Não vou me incomodar se as lágrimas não cessarem muito menos se nenhuma delas parece ter sentido. Sejam livres as lágrimas e os sorrisos.
Nada impede que eu use o melhor perfume se não vou sair de casa. Nem use a melhor roupa se for pra dançar com meus próprios sentimentos.
Esta não é a hora de dormir, mas vou obedecer esse sono. É tão bom descansar. Posso vencer o relógio por algum tempo.
Vencer o tempo sem me agarrar a idéia de envelhecer e pouco a pouco me tornar um ser que se enfraquece a cada ruga.
 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe