Pesquisar neste blog

O encaixe

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007


Amizade: é possível discernir uma amizade quando a nossa mentalidade, nosso corpo, nossa alma, a gente mesmo pode ficar um ao lado do outro sem medo, sem maldade.
É justamente
onde somos mais diferentes que temos a chance de exercitar a tolerância e aprender a administrar e equilibrar as diferenças.
Um encaixe! 
Um abraço!

Vidas. Acima de tudo são vidas. Do Pai amadas.

Poesia de Alexsander Carvalho, escritor e amigo pessoal, como fruto de nossas recentes conversações. Ele não lhe deu título e o texto não foi escrito em versos, mas em um único parágrafo. Resolvi dispor em versos para sugerir uma subida nos degraus da compreensão textual. Eu me identifiquei plenamente.


VIDAS


Vidas rachadas, fracassadas, caídas, vidas expostas, mal faladas, corroídas.
Vidas que a vida nos apresenta.
Acima de tudo são vidas.
Vidas maltratadas pelo destino, vidas sem saídas, vidas no buraco.
Acima de tudo são vidas.
Vidas na praça pública, vidas linchadas, vidas no quarto secreto, vidas apunhaladas.
Vidas que só querem ser vividas mas que encontram o cheiro da morte e da podridão em cada canto do quarto e do ser.
Vidas. Acima de tudo são vidas.
Vidas amadas, ainda que amarguradas,
Ainda assim amadas.Do Pai amadas.

Post Open source: Cerveja Open Source

Cerveja "Open Source"
Extraído, digo: totalmente Ctrl+C/Ctrl+V do seguinte endereço:

"O conceito de open source está sendo transportado da informática para a vida real. Dos vários projetos, temos de Carro até Cerveja! Tá ficando cada vez melhor...

Superflex lança cerveja "pública"

Uma nova marca de cerveja é lançada, hoje, na galeria Vermelho: a Free Beer. Entretanto, ao contrário das marcas tradicionais, que tratam como segredo de Estado a receita de suas bebidas, no próprio rótulo da Free Beer está estampada sua receita. A Free Beer é a nova ação do coletivo dinamarquês Superflex, composto por Bjornstjerne Reuter Christiansen, Jakob Fenger e Rasmus Nielsen. No ano passado, o grupo trouxe polêmica à 27ª Bienal de São Paulo com o Guaraná Power, censurado pela presidência da instituição, que afirmou que não se tratava de uma obra de arte. Apesar do veto, o Guaraná Power, feito em colaboração com a Cooperativa de Agricultores da Região de Maués, na Amazônia, chegou a ser distribuído em museus e na própria Vermelho, durante a Bienal.
"Agora estamos propondo uma marca aberta e, nesse sentido, sugerimos um novo modelo econômico, que permite a qualquer um produzir e distribuir cerveja, a partir de uma receita que é pública, além de criar consumidores não obedientes, como gosta o mercado", conta Fenger.

"Free software"

A Free Beer surgiu em 2004, numa parceria com estudantes da Universidade de Copenhague. "Buscamos transferir os princípios do software livre para algo físico, e a cerveja se tornou um bom exemplo", conta Nielsen. "Por isso, a Free Beer tem sido comparada ao Linux [sistema operacional gratuito] e à Wikipedia", diz o artista.
Quem quiser produzir e comercializar a Free Beer pode baixar do site www.freebeer.org a logomarca da cerveja, de forma gratuita. "Já há Free Beer sendo produzida na Inglaterra, nos Estados Unidos, na Dinamarca e até na República Tcheca", afirma Fenger.
No Brasil, a Free Beer está sendo produzida pela Cervejaria Germânia, que irá comercializar a bebida durante a exposição a partir da versão 3.4, desenvolvida pela empresa.
"A única coisa que pedimos é que cada nova versão seja também tornada pública no site do Creative Commons", diz Christiansen.
Na Vermelho, o Superflex apresenta o "Free Beer Kit", uma mesa com todos os ingredientes e instrumentos necessários para a produção da cerveja, o que será utilizado, aliás, no workshop "O Mundo da Cerveja", com os especialistas Cilene Saorin e Arnaldo Ribeiro, no próximo dia 15 de dezembro, às 14 h.
O grupo exibe também nove máquinas "Counter-Game Strategies" (estratégias de contra-jogos), típicos brinquedos de quermesse, como jogo de argolas ou rodas giratórias, que, contudo, abordam de forma irônica o universo dos direitos autorais e da pirataria.
"Mark Getty afirma que "a propriedade intelectual é o petróleo do século 21'", conta Christiansen, "portanto, estamos tratando de um tema muito sério. Afinal, quantas guerras não foram realizadas por conta do petróleo?".
No próximo sábado, às 16h, Ronaldo Lemos, diretor do Creative Commons no Brasil, irá participar de um debate com os membros do Superflex, na Vermelho, e logo após será realizada uma gincana intitulada "Free Beer Pub Quiz", na qual participantes receberão prêmios ao responderem questões sobre propriedade intelectual e direitos autorais.

Cerveja "made in" open source

Um movimento de defensores de open source resolveu transpor o conceito da informática para a vida real. O projecto inicial consiste na produção de cerveja sem direito proprietário.
Um grupo de estudantes de Informação e Tecnologia da Universidade de Copenhaga está a desenvolver a primeira fórmula de cerveja open source. Estes alunos resolveram apelidar o sistema de "Vores oel", que significa "a nossa cerveja", e até agora parece estar a ganhar cada vez mais adeptos.O conceito de cerveja open source foi inspirado no movimento de software com o mesmo nome, que designa uma aplicação cujo código fonte é aberto e partilhado com os utilizadores.
Da mesma forma, os apreciadores da conhecida bebida dinamarquesa decidiram alterar o conceito de "cerveja proprietária" e torná-la num formato "aberto". O mentor desta ideia, que também é professor na referida instituição de ensino, perguntou uma vez aos seus alunos: "Porque não aplicar o open source ao mundo quotidiano?". "Porque não levamos estas ideias para o velho mundo e tentamos aplicá-las a outras coisas também?", questionou o mesmo em entrevista à BBC.
A cerveja foi então escolhida por ser algo que suscita a curiosidade de toda a gente. Para iniciar o projecto, os estudantes procuraram saber como se fabrica a cerveja, juntaram os ingredientes necessários e assim nasceram os primeiros cem litros da "Nossa cerveja, versão 1.0". Como em todos os programas de computador, esta espécie de versão beta não é tão suave e agradável como a tipíca bebida alcoólica. No entanto, este é o modelo base que será melhorado até chegar ao produto final.
Como forma de garantir, de algum modo, os direitos legais sobre a autoria deste projecto, foi adoptada por estes alunos a licença de Creative Commons, o que implica que caso alguém altere a cerveja e a melhore terá que partilhar o resultado final com a restante comunidade.
A ideia está a ter grande sucesso em várias partes do mundo e o seu mentor só pensa agora em usar o sistema noutras componentes da "vida real", como o próprio refere. Ao finalizar a entrevista à BBC, o mesmo questiona porque razão os laboratórios dos países desenvolvidos não usam esta ideia para fabricar os medicamentos de combate à SIDA?"

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe