Pesquisar neste blog

Nova Astrologia - parte I: lixo espacial e estratosférico e poluição

quinta-feira, 14 de abril de 2022

Vocês achavam que esse monte de lixo no espaço não ia interferir no seu mapa astral e na rotina, dia a dia e destino da Humanidade? A catástrofe tsunâmica está completa. São quase 30 mil objetos no espaço. A maior parte é lixo espacial, em sua maioria sujeita a esbarrar em outra estrutura qualquer e eeexplodir. De repente sua cabeça pode ser atingida pelos estilhaços do que estava até influenciando sua vida amorosa. Talvez, por isso o fim trágico de seu romance, seu casamento, seu caso, sua ligação, sua trama, seu amor. 

Talvez por isso a porcaria do "the end" de mais um best-seller americano. Talvez por isso e mais algumas forças estranhas, o desencontro das linhas no texto do conteúdo programático da escola. Talvez, por isso, histórias sem começo e sem fim. Aberrantes, degeneradas, sob efeito de mutações nucleares. Uma devastadora Chernobylização de personagens, tramas e autores.

Não bastasse isso, sentimos os tiros das mudanças climáticas fruto da incessante, crescente e ainda subnotificada atividade poluidora contra a natureza e seus elementos primordiais. Tiros explosivos de metralhadora. Estamos ficando seres humanos defumados, ultraprocessados, pré-cozidos. POR FAVOR, não me comam vivo.

A astrologia ao redor do cosmos não poderia ficar de fora e sem rever seus conceitos, princípios, seus fundamentos. É neste cenário nem pré nem pós apocalíptíco formado pela nova astrologia que vai sendo modificado viralmente o interior e exterior de cada um. Num piscar de plugins sou guiado por fragmentos de cada pedacinho de força sígnica simbólica que ainda vence as barreiras de lixo e poluição.

Nunca foi levada em consideração a perecibilidade de cada estrela que forma as estruturas sígnicas. Porque algo é peixe sem espécie definida e outra é aquário que prende, aprisiona, limita o ser, mover de um peixe? Tampouco, a força dos buracos negros, 

Talvez, o lixo nos obrigue a isso: revisão de conceitos, de formas, de atitudes, de modos de ver, interpretar e correlacionar as muitas formas pelas quais a vida pode se apresentar, acabar e continuar.

Os astros não estão mais conseguindo influenciar nada na vida e no comportamento das pessoas. Todo elo foi rompido, interrompido, corrompido e estacionado. O que aina chega é sucata enferrujada, em pó cósmico.

Cuidado com a autoinfernização

quarta-feira, 6 de abril de 2022


Cuidado com a autoinfernização
As batalhas do mundo interior podem ser muito mais intensas do que alguém consiga imaginar. (pare aqui ou vá para o próximo parágrafo ou leia: supor, prever, criar, inventar, intuir, crer, formular, tentar dominar com a limitação do seu pensamento, entendimento, ignorância e ego).
Contudo, há situações específicas em que os pensamentos são todos uma única força audodestrutiva. As vozes do interior autoinfernizam a alma, sugando qualquer possibilidade de ternura, esperança, paz, alegria. Alguém, até mesmo eu ou até um "você qualquer" pode embarcar neste diálogo, vendo, enxergando, redescobrindo, interpretando e demasiadamente sentindo a própria vida, as experimentações e vazios do viver como uma completa tristeza, uma mesa farta de faltas, um calabouço cheio de várias pessoas prisioneiras as quais todas são quem você tentou ser em diferentes épocas de sua existência.,
Nesta autoinfernização, os julgamentos, a forma de ver, de compreender a situação, de relacionar os elementos, pessoas, fatos, crises, decepções e angústias da própria vida, os insucessos, os caminhos abandonados ou nunca encontrados, tudo se refere a si mesmo, a sua vida como algo ruim, dominado pelo mal, sem troféus, sem algo que tenha valido a pena, enfim, tudo tem dores insuportáveis.
Nessa forma de ver (ou "cegar-se"?), a primeira coisa que some é a verdade. As afirmações e negações são contundentemente absolutas. É uma forma de pensar que penitencia, agride, faz sangrar, martiriza, amargura, violenta o ser. Quem vive este tipo de situação, pode estar no jardim mais gracioso do mundo, sob o canto dos pássaros e frescor do vento, sem bombas, sem tiroteios, sem sangue, sem marginalidade ou agressão ao redor, mas por dentro, seu diálogo só escuta coisas ruins, afirmações destrutivas, toda memória é canalizada para o dissabor, para a dor: "meu pai não me deu valor", "minha mãe me odiava", "meu irmão cometeu tais e tais erros", "todos só querem se aproveitar de mim", "sou amaldiçoado", "não tenho sorte", "minha oração não tem valor nenhum", "nem Deus me entendeu nem Ele me ajudou", "todos me abandonaram quando mais precisei", e assim vai. A lista pode ser gigantesca.
Então, não há necessidade de inimigos externos, esse tipo de pensamento pode ser recorrente. Ele pode voltar. Simplesmente, as coisas boas e doces da vida são esquecidas, as muitas bençãos que a vida trouxe, os livramentos, as curas, a comida, a roupa, o trabalho, o ir e vir, o estar vivo, o respirar, os sentidos, o ouvir a própria voz, o cantar, o ainda conseguir ver o mundo, as cores, perceber o brilho, as muitas sensações que ainda são possíveis, o ato de escolha, os muitos amores, as desilusões necessárias, as risadas que lhe fizeram até chorar, o que antes era sonho e foi conquistado, os momentos bons compartilhados, aqueles docinhos e salgadinhos que tanto animaram a tarde, as caminhadas soltas na praia, os peidos que ninguém suportou.... Ficou tudo pra um plano que não existe, tudo se resume nisto: eu não vivo, ninguém me ama, foi tudo ruim, nada prestou, Você só vai crer nisto se quiser, se aceitar, porque há muitas mentiras e falsas associações de ideias nesta autoinfernização.
Digo autoinfernização baseado na ideia de que o inferno é um lugar de torturas eternas e sofrimentos impagáveis e incessantes. Este tipo de pensamento traz mesmo isto para a cabeça, para o coração: faz deles um inferno.
Lute contra este tipo de pensamento, se acaso vier. Trata-se de uma força contrária e má que pode ir ficando cada dia mais forte conquanto você acredite nela e vá nutrindo e deixando e aceitando.
Certo que viver não é um conto de fadas. E desde quando foi. Tem seu lado ruim, na verdade até o que há de melhor na vida tem lados que podem trazer dor e aborrecimento. Tem gente que sonha ser pai, mãe e ao sê-lo descobre as muitas raivas, momentos de incerteza, fraqueza e decepção que pode viver, mas também tem os lados bons. Mas que vá ter só coisas boas e ter um final feliz sempre, só Deus sabe. Mas isso não impede ninguém de acreditar.

Resumindo, só queria dizer: concentre seu pensamento no que é bom e edifique, no que pode lhe trazer cura e não adoecer, aborrecer, perturbar ainda mais. Não tenho uma boa cabana pra lhe dizer nada, não tenho um rolls royce, nem posso me apontar ou recomendar como exemplo da nada. Mas tenho uma força que me faz continuar mesmo quando quero desistir de tudo e já desisti diversas vezes e no outro dia vejo-me andando outra vez, Ah. Esta força! Pra mim é Jesus. Que a força lhe acompanhe. Seja ela qual for em sua vida, seja que nome for dado, importa neste momento de luta que ela seja suficiente pra fazer você experimentar paz, refúgio, esperança em si mesmo e neste curto período que é viver a própria vida encontrar coisas boas no seu caminho. Digamos, uma "autocelestialização" de pensamentos, de atitudes e formas de ver a vida (a grosso modo). 

Instituto de Previdência de Cabedelo recebe certificação máxima de Boas Práticas de Governança Pública

quarta-feira, 30 de março de 2022


O Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Cabedelo (Ipsemc) conquistou o o certificado em Nível III Programa de Certificação Institucional e Modernização da Gestão dos Regimes Próprios de Previdência Social da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios – Pró Gestão RPPS.

O reconhecimento comprova a excelência na gestão do Instituto e confere a certificação profissional de “Boas práticas de governança pública”.

A implementação do Pró-Gestão RPPS garante segurança em relação às políticas previdenciárias praticadas, além de demonstrar comprometimento com práticas sustentáveis ou estabelecer um sistema de governança capaz de mostrar que em meio a todas as dificuldades o serviço público pode ser diferente.

Em 2021, o Ipsemc passou por rigorosa auditoria,. que contemplou todos os pilares da governança, ou seja: Gestão de Benefícios (concessão de aposentadorias e pensões); Gestão de folha de pagamento; Gestão de Investimentos; Gestão Atuarial; Gestão Contábil; Gestão Financeira; Gestão de RH; Ouvidoria: Atendimento; dentre outros.

“Conseguimos, podemos dizer que a duras penas, conforme Termo de Certificação, o tão sonhado Nível III, o maior prêmio do  momento, pois este era o objetivo, a meta para 2021, embora entendamos que temos que melhorar a cada dia. A certificação como a do Pró-Gestão RPPS consisti em desenvolver práticas que proporcionam maior proteção à governança previdenciária, ou seja, o programa nos levou a realizar ações que a cada momento promovem melhorias contínuas em todas as dimensões, principalmente em relação à gestão previdenciária municipal, à reputação da Autarquia, colocando-a em um lugar de destaque no cenário nacional, muito embora nosso objetivo seja aproveitar a oportunidade e levar este órgão público a um patamar desejável de excelência, reduzir desperdícios, otimizar recursos e, consequentemente, gerar baixo custo para o serviço utilizando as ferramentas tecnológicas disponíveis”, destacou a presidente do Ipsemc, Léa Praxedes.

A certificação do Pró-Gestão proporciona melhores práticas na gestão previdenciária, contribuindo para o atendimento das exigências legais, além de fundamental importância para a sustentabilidade e continuidade administrativa do Regime Próprio de Previdência Social – RPPS.

“Outro fator relevante é a parceria com nossa Prefeitura, mesmo porque o Governo Municipal tem desenvolvido uma Gestão de Excelência em todos os âmbitos. Com o advento e participação no Pró-Gestão tudo foi redirecionado para o devido enquadramento do IPSEMC no modelo definido, embora tivemos que enfrentar inúmeras dificuldades e gargalhos desde os mais simples aos mais complexos, mas seguimos em frente por entendermos que tudo isto é de vital importância para a sustentabilidade de qualquer sistema, mesmo que travemos batalhas”, finalizou Léa, Presidente do Ipsemc.

Fonte: Ipsemc e Prefeitura Municipal de Cabedelo.

Zuckerberguização da Comunicação

sexta-feira, 25 de março de 2022

Vamos voltar a escutar com calma.

A ouvir e entender as pessoas e o que elas querem dizer.

Entender o que elas ainda precisam aprender também.

Deixar essa influência de short vídeos, short words, comunicação ultraflash, porque nem tudo pode e precisa ser dito em poucas palavras ou por meio de símbolos, ícones, emojis, sorrisos e kkkks.

Voltar a usar alguns neurônios a mais do cérebro. 

Vamos voltar a associar as ideias ao invés de aceitá-las prontas num prato ultraprocessado de acordo com o que é mais fácil digerir na cabeça e no ego. Aqui caberia a imagem de conjuntos entrelaçados de cabos misturados que ninguém consegue organizar nem juntar nem soltar.

Não se lê um livro com um resumo.

Não se aprende infectologia ou qualquer tipo de conhecimento apenas com imagens e vídeos de WhatsApp de grupos "politicaseiros", "politicuzeiros", "politicraqueiros", "politísicos". 

Abandonar a "zuckerberguização" da comunicação.

A Terra é um planeta não um PLA-META. Ainda e não uma rede social eletrônica onde tudo já vem cheio de filtros e com adições de químicas digitais e ideo(i)lógicas. PLANETA. HABITADO POR SERES HUMANOS E VÁRIAS ESPÉCIES. NÃO POR SIRIS NEM ALEXAS APENAS. ENTENDEU? AUTOR DO TEXTO. VOU PROCESSAR ESSE AUTOR DE TEXTO QUE ESTÁ EM MIM. ELE ACHA QUE É AUTOR.  (JAP, 25/03/2022)

Recados de amor (moldura; PNG)

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2022

PARA BAIXAR CLIQUE NA IMAGEM! 

 TENHO UM RECADO CURTO: TE AMO POR INTEIRO
 TENHO UM RECADO LONGO: TE AMO ETERNAMENTE
(JACKSON ANGELO)



17 de fevereiro Dia Mundial do Gato

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Dia Mundial do Gato: 17/02. Dia Internacional do Gato: 08/08.

- Nasceu na Europa, a comemoração em 17 de fevereiro, graças à jornalista Claudia Angeletti.
Em nível internacional, é comemorado em 8 de agosto desde 2002, mediante esforços e iniciativas da IFAW - Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal, que posicionou a importância e o papel desse animal de estimação em todo o mundo. O 08 de agosto tem como objetivo principal, em resumo, o debate e conscientização sobre os felinos para sua melhor qualidade de vida.
Pus na montagem acima alguns dos gatos de desenhos animados mais conhecidos, sendo uns bem antigos outros nem tanto.
Os que mais amo são Frajola (Sylvester, no original) e Chloe (logo abaixo de Tom) da animação "A Vida Secreta dos Bichos".

Quer saber como está sua localidade, ouça as crianças que moram nela

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2022

 Imaginei se todas as crianças falassem do seu município, estado ou país, o que diriam na sinceridade típica de uma criança? Eu consigo imaginar isso, porque elas são capazes sim. Só posso falar por mim. Quando uma criança fala que as ruas de alguma cidade estão cheias de buracos e isto é real, falar mais o que? Quando uma criança fala que tem pouco lugar na cidade pra brincar é porque não existe mesmo! Pra resolver as coisas que elas acham como problemáticas, irritantes, ruins ou negativas o que podem fazer? Quem dá ouvidos a elas? Ou quem chega a elas pra perguntar coisas do tipo: como está sua escola, como está seu professor, como está sua rua, você se sente segura? Elas não entendem com o tempo o meio em que vivem e as pessoas com quem convivem? Um bebê não é moldado pra ser covarde desde seu nascimento, porque ele sempre fala quando tem fome, quando quer ou precisa de algo. Porém, acho eu que pouco a pouco várias construções tidas como valores, diversos tipos de medos e limitações são embutidos em suas cabeças e pode-se chegar a um adulto que não tem condição de expressar rua real opinião, que tem medo de expressar sua real opinião, que vende sua real opinião, que se abstém do direito de se expressar, um adulto cuja opinião real não é sentida e vivida como tal.

As melhores pessoas

segunda-feira, 10 de janeiro de 2022


As melhores pessoas identificam, assumem, reconhecem que têm suas chatices, suas inúmeras falhas, seus maus pensamentos, seus gritos agressivos sem razão de ser, suas raivas do nada, suas injustiças com inocentes, suas vítimas aleatórias e até escolhidas.
Mas as melhores pessoas nunca desistem de tentar melhorar e não repetir os mesmos erros. As melhores pessoas vão procurar pedir perdão e geralmente são também as que mais perdoam. As melhores pessoas podem até falar demais ou parecer mudas, mas com certeza são as mais dispostas a ouvir, inclusive o que seus lábios por desconhecimento e sua consciência por falta dos elementos necessários não identifica. Porque tem gente que não sabe o que faz, não sabe o que diz nem sabe dar nomes ao que vê, vive e sente, não sabe algumas vezes sequer pensar. As melhores pessoas reconhecem suas limitações e também das outras pessoas: falta de estudo, de conhecimento, de amor, de educação, de orientação, de trabalho, de dinheiro, de esperança, de exemplos etc.
Pessoas excelentes são capazes de te ferir, de se ferir, de me ferir e desferir flechas com destino certo e incerto. Mas elas vão ficar feridas com elas mesmas caso machuquem alguém. As melhores pessoas se arrependem de verdade de um erro, ainda mais quando envolve humilhação, injustiça, dor e sofrimento dos outros e, dependendo das circunstâncias, de si mesmas. As piores pessoas, por outro lado, fazem de propósito ou de modo inconsequente. O conceito de outro ser só existe para saciação dos seus objetivos, não importa se para o bem ou para o mal. A maldade, a injustiça, a dor e o sofrimento de outro ser ou lhe trazem animação ou nada lhe fazem sentir.
As melhores pessoas aprendem a lutar, contra-atacar, atirar, matar mas sabem retirar as balas e até deixar de usar certas armas. Elas até fabricam uma vingança, mas podem nunca fazê-la. São capazes de acusar e apedrejar, mas procuram todas as formas de compreender, corrigir, conscientizar, trazer a compreensão do erro e sua gravidade e amparar alguém na sua dor.
A perfeição é um conceito "redundantemente muito absoluto" para quem é relativo, frágil e temporário. Entendendo, analisando, diminuindo, lutando contra a imperfeição começamos a ficar perto, acho eu, do mínimo conceito de perfeição.

(Jackson Angelo, em 10/01/2022)
 

Seguidores do blog

Mais lidos