Pesquisar neste blog

Quando alguém me conta seus sofrimentos e dores

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Montagem e mensagem: Jackson Angelo 

Neste ano, ouvi muitas pessoas falando de si mesmas e dos seus sofrimentos, decepções, desilusões, frustrações e perdas. Foi tudo muito espontâneo e sincero da parte delas. Nem entendo porque justo a mim se abriram de tal forma. Agradeço a elas por fazer com que eu me sentisse útil, pelo menos para ouvir com sinceridade. Não é fácil desejar, precisar falar de si mesmo em coisas que perturbam o seu interior porque há muita gente que não merece mesmo confiança e a vida mostra que há exércitos de pessoas hipócritas. Eu mesmo acho que a hipocrisia é o que mais existe nesse mundo, um mal tantas vezes necessário para manter o equilíbrio das coisas. Não aprecio hipocrisia, me sinto mal, me sufoca, me afasta de tudo o que acredito ser bom.
Pessoas que me mostraram que seus sofrimentos são igualmente ou até mais dolorosos, que suas dores serão reais por séculos, que muitas de suas perdas não têm reparo, mas que igualmente essas dores e perdas não conseguiram destruí-las nem tirar delas a esperança, ainda que cega, ainda que sem razão. Que mesmo em meio ao mais absoluto caos alguma força dentro de si mesmas e até mesmo a força inevitável de Deus fez com que elas caminhassem para frente e pudessem ver o brilho do sol após a intensa, escuríssima e demorada tempestade.
É muito difícil passar pelas tempestades da vida, por situações pra lá de indesejáveis, que machucam profundamente a alma. Sei, quase todos dirão: "confie em Deus, Ele tem solução para tudo". Eu acredito. Ocorre que é natural precisar de calor humano, de pessoas perto de nós, iguais a nós, que nos façam entender como humanos estes sentimentos que nos incomodam. Jesus, em um momento der dor inexprimível suplicou: "pai, pai, por que me desamparaste?". O abandono, o desamparo, o sentir-se completamente só não é bom, causa desespero, principalmente se sentimos isso com as pessoas que mais prezamos e amamos.
É uma responsabilidade enorme ouvir com sinceridade e honrar a confiança de outra pessoa. Nessa missão inesperada, ter o que falar, ajudar com palavras é ainda mais desconcertante, especialmente quando olho pra minha falibilidade, pros meus erros, pros meus próprios desencantos. Novamente, ainda que não nomeie, a única reposta que tenho como certa é: Jesus!

(Jackson Angelo, em 28/12/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe