Pesquisar neste blog

Carregando...

Saudades, baby!

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Fiz esse texto pensando nas mães ou pais que perdem seus filhos ainda mesmo antes deles nascerem. Muitas pessoas passam por essa perda. Tive uma irmã que chorou muito com a perda do seu primeiro filho ainda no ventre. E convenhamos é uma situação dificílima, mas acontece. A vida deve prosseguir.
Obviamente, existe um tempo de espera até que a alma assimile a perda e acredite novamente no poder da vida, e seja consolado do espaço vazio que fica, e dos sonhos tremendos que os pais ansiosos acalentam.
Quando a criança ainda não veio ao mundo totalmente, pra o pai, pra mãe ele já é, já existe, já sente, já fala. É projetado um mundo inteiro pra ela, com as melhores expectativas.
No caso da minha irmã, ela conseguiu, há muito tempo atrás, superar essa dor e entender sua situação. Hoje, ela tem um filho muito gente boa, muito legal mesmo, que certamente veio com uma fartura de consolações pra sua alma.
A gente não quer que essas coisas aconteçam, mas temos que ser perseverantes e buscar em Deus a renovação das nossas esperanças e das nossas forças.



Sinto saudades de você que não me viu
Que se foi sem começar a sentir o calor e o frio
Sinto saudades de você que nunca nasceu
Do que não vivi contigo, do que não te falei
Sinto a dor da tua perda
Nessa perda eu me perco
E ainda encontro doçura ao te lembrar
Ao fantasiar o que ainda não pude viver...
Isso tudo que era pra você sempre será pra você
Guardei uma criança no coração que sempre espera brincar contigo
Guardei um pai, uma mãe, um ombro amigo
Guardei minhas melhores fotos pra te mostar como fui
Inventei tantas histórias, até músicas escrevi...
Essa dor mesmo me paralizando
Consegue me mover através dos sonhos
Guardei essa saudade como forma de te manter vivo
Quero fazer dos sertões um jardim de flores de cheiro enebriante
E te sonhar a cada segundo
Respirar-te... pelos teus lábios falar
Sinto saudades das tuas mãos a me aquecer o coração
Sinto saudades enormes quando dançavas no profundo da minha alma
Saudades, baby!

2 comentários

  1. OI !!! Hoje chorei , quando li sobre sua irmã , tambem perdi um bebê e sei o quanto doi , vc sou bem escrever a dor , é uma dor que não para , muitas pessoas dizem que é a vontade de Deus , mas é dificil aceitar , por favor de um abraço apertado a ela por mim , imagino a dor que ela esta sentindo , me senti incapaz , faz 2 anos que choro pensando no seu crescimento , em como eu seria feliz com ele aqui.Um abraço Cristina .

    ResponderExcluir
  2. Que poesia linda meu amado!Tocou profundamente a minha alma, é entender o que é sentir saudades do que não se viveu.
    Deus te abençoe sempre.
    Fica com Jesus.
    Sueli Falcão

    ResponderExcluir

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe