Pesquisar neste blog

Duras e doces realidades, doces e duras fantasias

domingo, 10 de abril de 2011

Tem dias que a lágrima vem e não sei por qual razão
Tem dias que tenho motivos de sobra e o olho fica seco
O coração resseca, a alma ressaca, as lágrimas se escondem
Tem dias que elas saem copiosas e parecem me lavar por fora
Tem dias que elas caem e não as quero de modo algum
Tem dias que elas me perturbam, noutros me regeneram, me fortificam
Tem dias que basta apenas uma lágrima e já sei o que meu coração fala
Tem dias que não adianta, não entendo nada, está tudo confuso
Desde tenra idade elas estão comigo
Quanto mais me conheço mais elas me habitam
Quanto mais desconheço mais elas me fazem conhecer
Quanto mais perco, mais elas me ajudam a me desafiar
De outro modo, mostram os meus limites
Tento, ora elas me consolam ora me desesperam
Lágrimas claras, lágrimas escuras
Sentimentos, duras e doces realidades
Doces e duras fantasias
Jackson Angelo, em 10 de abril de 2011

Um comentário

  1. Linda poesia, que traduz um sentimento que toma conta de todos nós. Hoje estou assim... com um sentimento de tristeza no peito e não sei ao certo, por qual razão.

    ResponderExcluir

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe