Pesquisar neste blog

Crianças com quartos incríveis

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Esse post pode parecer bem inútil. E nem sei se no estágio atual do blog vale à pena, mas ainda  é um blog pessoal. Então, quando vi essas imagens não entendi porque ainda fico pensativo. As crianças são assim: bombardeadas por alarmes de consumo. Muitas vezes seus pais até lhes acostumam a isso: com marcas e nomes famosos. Uma menina de 1 ano de idade não vai diferenciar se usa Lia Moda Praia (a desconhecida loja da minha mãe) ou a marca  nacionalmente famosa Lilica Ripilica. Mas sua mãe faz questão de levá-la pra festa do bairro com essa roupa pra não fazer feio.
Existem brinquedos melhores no mundo e bonecas mais lindas? Sim, deve existir, mas e daí, se são desconhecidas e passam sem ser notadas, do que valerão pra os olhos do consumo?
Fico pensando em um(a) adolescente de 14, 15 anos vendo tantos comerciais incentivando-os a ser  alguém de acordo com o que "podem" ter. O que podem ter e o que exibem é o que lhes é dado como algo que lhes dá significado. Fora desse círculo, passam a  ser sem significado, pior até: insignifiicantes aos seus próprios olhos.
Várias ideias podem vir à cabeça olhando essas imagens. Afinal, são crianças que estão bem perto dos seus objetos de desejo. As meninas e seu mundo cor de rosa. Os meninos e seu mundo azul. Esse querer humano e seus limites. 
À primeira vista não vejo mal algum em ter e ter muito, mas notem o poder das marcas e dos famosos; podem ser identificados Barbie, Thomaz, Cinderela, Hannah-Montana, Dora, Hello Kitty, Mickey, Minnie, Bob, entre outros. Esses nomes contribuem com múltiplos significados para o mundo infantil.
É até engraçado. Dá uma motivante pesquisa.

Como reconhecer se uma mensagem de e-mail é falsa (spam) ou verdadeira (constantemente atualizado)

Amigos, "pelamordeDeus"! Estou muito preocupado com a quantidade de e-mails que recebo todo dia de gente do bem, mas que por acreditar em tudo que circula na internet e nas chamadas correntes vai logo repassando adiante o e-mail para todos os seus conhecidos, achando que está ajudando alguém. E ajudando até a própria humanidade.
O pior é que é muita gente que acredita mesmo, por isso o número de fraudes ainda é tão grande e os bandidos ou vagabundos virtuais acabam por enganar, abusar da boa-fé e roubar, prejudicar muitas pessoas, inclusive até manchando o nome de instituições que lutam arduamente para ter respeito perante a opinião pública.
Mais preocupante do que isso é a quantidade de spams que recebo com mensagens de pessoas mal-intencionadas que se passam por: LibertyReserve, Paypal, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal; Bradesco, entre outros. Em geral, esses e-mails querem confirmação de dados pessoais seus, tipo CPF, nome completo, número de PIN, endereço, dados da conta bancária (que perigo, hein!) etc.
Então, fica a questão: como reconhecer quando uma mensagem enviada a mim por e-mail é falsa ou não?
Nesse segundo caso (das instituições internacionais) há algumas dicas bem fáceis:
1 - O mais provável é que se você tiver mesmo cadastro na instituição, ela se dirija a você pelo seu nome de cadastro ou nome verdadeiro;
2 - Os bancos, geralmente, fazem contato ou por telefone ou por correspondência. Exigem só confirmação de alguns poucos dados, conforme seus critérios de segurança. Eles ainda dão a possibilidade de você mesmo contactar pro telefone ou pessoalmente a instituição. Se tiver dúvidas e se sentir mais seguro, vá pessoalmente ao banco. Se for algo pela internet, certifique-se que o site é mesmo o oficial do banco. Vá no Google e digite o nome do banco geralmente aparece o site oficial nos primeiros resultados.
3 - No caso das instituições internacionais, elas possuem sites oficiais. É nestes sites oficiais que o usuário deve buscar informações e verificar possíveis pendências.
4 - Não confie em propostas ou mensagens dizendo que tem um grande valor disponível para você. O golpista sempre vai te motivar a clicar onde eles querem, te oferecendo vantagens principalmente financeiras.
5 - Existem sites falsos chamados "phishing" que possuem a mesma aparência do site original da instituição, com links semelhantes, porém endereços muito diferentes. Por exemplo, recebi um essa semana como se fosse da LibertyReserve. O site falso é espetacular. Todos os links são idênticos, contudo o endereço que aparece na barra de navegação é desigual, comparem a imagem abaixo com o endereço real logo abaixo:

Endereço falso:



Endereço real:
https://www.libertyreserve.com/en/

Percebem a diferença?! Não pus o endereço falso aqui pra evitar que alguém clique, mas o início é bem diferente do real, notem lá na imagem.

Então, há vários sites que identificam estes phishing internacionais. Entre eles destaco: http://www.phishtank.com/ e http://www.millersmiles.co.uk/.

Ambos possuem sistema de busca (search). Então digite os dados solicitados e verifique se a mensagem é verdadeira ou não. Isto é, se de fato, possui uma conta nestes serviços, porque se nem tiver nem precisa se dar a esse trabalho.

6 - Verifique o cabeçalho dos e-mails, geralmente são bem diferentes dos nomes originais das instituições declaradas.

Como reconhecer se um e-mail é falso quando alguns reenviam porque confiam na pessoa que lhe enviou a informação, afinal ela pode ser considerada por quem recebeu o e-mail uma pessoa informada e tal? Só que isso não justifica, a informação deve ser conferida em fontes confiáveis.
Primeiro que tudo, e foi o que questionei no meu TCC de Jornalismo: "Por que você acredita ou não no que está sendo dito? Seja o emissor da informação um jornal, um blog, uma revista, uma pessoa?
Confiar na veracidade de uma informação exige muita responsabilidade, porque no momento em que aceitamos essa informação como verdadeira, nós tendemos a passá-la adiante e seremos responsáveis pela desinformação e engano das pessoas.

Nesse caso, geralmente, esses e-mails possuem tópicos e construção muito confusos:
1 - Passe adiante - quando receber uma mensagem assim com esse tipo de tópico, sem nem especificar o assunto, não repasse ou só repasse se averiguar as informações cuidadosamente;
2 - Verifique o modo como o texto é construído e que tipo de imagens são veiculadas Alguns se aproveitam da enfermidade e desgraça de crianças e fazem e-mails falando que se enviarmos para vários pessoas cada pessoa representará um centavo a mais pra ajudar aquele ser necessitado. Isso não existe!

Há um artigo excelente e bem completo da Microsoft que explica com clareza como identificar esses tipos de mensagens fraudulentas (Sugiro que leia, imprima, guarde e estude esse artigo da Microsoft, é bem útil):

3 - Em alguns casos, o e-mail parece te enviado por algum contato seu. Mas, se o conhece, vai notar que a linguagem utilizada no e-mail é bem diferente da que ele usa. Antes de clicar, certifique-se com seu amigo, se ele enviou tal e-mail. Porque tem pragas de computador que usam o e-mail da pessoa para sair espalhando mensagens com mecanismo malignos. Geralmente, pequenos programas para coletar dados pessoais, etc.
Aponte o mouse para o link em que o e-mail MANDA clicar e veja como estão diferentes o modo como está escrito e o link de destino que aparece na barra de status. Se o cara quer te mostrar uma foto por que não envia a foto diretamente, ao invés disso envia logo um link suspeito?

Bem, gostaria de estar com mais tempo pra falar sobre isso, depois completo esse artigo. Mas, há vários artigos legais na internet sobre como identificar spams, faça uma busca no Google: "como identificar spams" e vá clicando até encontrar o que melhor te explica.
Não entre nessa de passar adiante para todos os seus contatos sem uma boa justificativa. Lembre-se que existe o engano, existem pessoal mal-intencionadas. Pode ser que quem te enviou não seja, mas a origem disso, quem começou só está querendo brincar com a cara das pessoas.
Como tenho informado para algumas pessoas, meu e-mail é para uso pessoal, para troca de informações de cunho pessoal, um diálogo, não é um serviço de blog, em que você posta tudo o que desejar.


(Jackson Angelo)

Banner Pooh Aniversário, 90x60 cm, 150 DPI, em PNG

Sei que alguns podem pensar: por que não enviou os dois banners de Pooh de uma vez? Isso não tava em mente. Na verdade, esse arquivo era uma moldura e resolvi fazer uns testes para convertê-la para o tamanho de um banner, sem perda de qualidade de impressão. E daí nasceu esse banner de aniversário.
O tamanho do banner permite adicionar bastante texto, que ficarão bem visíveis após impressão. Não é possível transformar toda moldura em banner. Essa tranformação deve ser feita com cuidado e implica em aplicar plugins para correção de cor, ruído e nitidez, otimizar resolução, bem como saber perder partes da imagem original.

O arquivo está com 150 DPI, PNG, 90x60 cm, RGB.

Para baixar apenas clique na imagem abaixo.


Instruções e tutoriais para montagem e impressão do arquivo:

1 - Como montar foto e moldura com Photoshop
:
http://jacksonangelo.blogspot.com/2009/03/tutorial-como-colocar-fotos-na-moldura.html
2- Como montar foto e moldura com o Gimp:
http://jacksonangelo.blogspot.com/2009/11/tutorial-como-juntar-foto-e-moldura-no.html
3 - Como montar foto e moldura com o Artweaver:
http://jacksonangelo.blogspot.com/2009/11/como-montar-foto-com-moldura-com-o.html

4 - Dicas de impressão e revelação (se pretende imprimir recomendo que leia):
http://jacksonangelo.blogspot.com/search/label/impressao
 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe