Pesquisar neste blog

Como atrair mais visitantes para o blog - parte 1

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

A internet tem textos maravilhosos com hacks, técnicas, widgets e mecanismos fantásticos para atrair visitantes. Vou elencar aqui alguns que me ajudaram a duplicar em um ano o número de visitantes.

1 - Título da postagem - tem que ser objetivo, não muito longo. Tem que dizer realmente o que o post se propõe. Você tem que pensar nas palavras-chaves que você mesmo usaria para achar um assunto, uma imagem, um texto. Tem que aprender a pensar tanto quanto o internauta, tanto quanto o buscador. O título é o microtexto do post.

2 - Qualidade do texto - em jornalismo, se aprende que o texto tem que ser o mais objetivo possível. Na internet, texto longo não tem razão de ser, a não ser que seja excelente, ou ele será motivo de abandono pelo leitor brasileiro. Importante: o internauta brasileiro lê muito pouco mesmo. E se o texto for ruim, o que dizer? O que ler?
Nesse aspecto de objetividade, falho bastante. Tenho textos quilométricos, divago demais. E acho que ainda consigo ser poeta. Fuja disso. Tire por si mesmo: que tipo de texto lhe agrada quando sai em busca de uma informação? A mais direta possível, não é? É tipo uma compra: quero uma camisa azul da marca X, tamanho M, de tantos reais, embalada em saco de papel com alça. Vou na loja, algum desses dados não corresponde ao que quero, então vou embora, e posso nem voltar mais. Assim é o internauta.
O texto tem que ser o mais bem escrito possível. Evite errar. Se não tem certeza, procure um dicionário online ou use um de bolso mesmo. Utilize o corretor do Blogger, ele não é 100% confiável, mas uso e me ajuda, porque na digitação online é fácil trocar e pular teclas, esquecer termos, etc.
Os buscadores prezam pelos termos corretos. Veja que quando busca uma palavra escrita erradamente, o Google já aponta uma alternativa de acerto e exibe resultados baseados nesse acerto. Por isso, quando menos errar melhor.
Nesse aspecto do texto, a cópia pode não ser bem-aceita pelos seus publicadores, alguns nem permitem. O próprio Google penaliza essa prática. Então, verifique se o publicador permite a cópia parcial ou não do seu texto. Eu, ainda imaturo, indaguei a um blogueiro a possibilidade de copiar na íntegra um texto dele. Bem, ele não concordou. Minha atitude foi digna, eu perguntei, mas havia outros valores envolvidos.
Você pode alterar o texto dele, fazendo um baseado no que entendeu. Simplesmente, não avisar que vai copiar o texto, e copiar e dar os créditos, mas copiando todo texto não valoriza o trabalho do autor. Ele que teve todo trabalho de criação do texto pode se sentir chateado. E se o motivo dele com o texto tem aspectos comerciais, pretende expor um produto só dele, quer dizer, toda publicação, ele tem todo direito de não permitir essa cópia.

3 - Qualidade dos gráficos - a imagem também faz parte da informação, então, deve estar dentro do contexto. Escolher bem uma imagem, chamativa, com significado, pode tornar o texto mais atraente. Há vários sites muito bons que permitem o uso de suas imagens em postagens de blogs, como se pode conferir nessa postagem "Sites com imagens gratuitas para blogs".

4 - Informação correta - cheque pacientemente se a informação veiculada está correta. Consulte boas fontes jornalísticas. consulte e reconsulte, porque já me deparei com sites da Grande Mídia, bem conceituados, com erros de informação, porque pegaram de algum canal midiático e não checaram de modo profissioonal os dados: o que, quem, quando, como e onde.
Nesse aspecto, tome cuidado com os spams, com as informações recebidas por e-mail, com os snopes (lendas urbanas), etc.
Snope é como se chamam as lendas urbanas, isto é, aquelas histórias com origem incerta, duvidosa que circulam de e-mail em e-mail, de site em site. É comum que muitas delas sejam aceitas imediatamente pelas pessoas como verídicas, sem se dar ao trabalho de verificar sua autenticidade. Desse modo, passam adiante aos seus contatos e publicam em seus sites. Alguns desses snopes extraem risos, outras dor, outras informações inacreditáveis. Alguns podem ser reais outras não.
Também existem os spams com histórias fantásticas, informações de cunho surrealista. "Na dúvida, não ultrapasse" nos ensina uma lei do trânsito, faça assim com seus textos também.

5 - Divulgação do blog

5.1 - Em comunidades do Orkut - No Brasil, divulgar seu blog nas comunidades do Orkut pode gerar muitas visitas. Contudo, se o blog não for bom, não vai haver uma re-divulgação. A primeira impressão é a que fica. Então, no meio de milhões de blog, o teu foi escolhido pelo usuário. Ele entrou no teu blog, não viu nada legal. Vai esperar que ele fale o que do teu blog? Não vai dar nem início de conversa.
Por isso, é importante antes de divulgar ter algum conteúdo. Voltando à comparação com uma loja. Se vai abrir uma loja, tem que ter produtos. E produtos bons, não é? Se tiver mercadoria da igual a de outra loja, não vai haver novidade, e gera de imediato uma imagem negativa. O consumidor (o internauta) dificilmente vai voltar muito menos indicará essa loja: "lá não tem nada de novo, não tem nada legal!"

5-2 - No Twitter. Ora, o Twitter é indexado pelo Google também e milhares de pessoas procuram e compartilham conteúdo através de palavras-chaves e microblogagens no sistema. Pode ser muito útil utilizar essa ferramenta. Há um serviço que automatiza eficientemente as postagens do blog no Twitter, no Facebook e em outras redes sociais. É o Twitterfeeds. Ele transforma o feed do blog em twits do Twitter, isto é, cada postagem do seu blog será convertido em um twit. O site é simples, está em inglês, exige a assinatura de outros serviços gratuitos para funcionar corretamente. Uma vez ativado, nada mais a fazer, anão ser configurar outros serviços quando estiver mais familiarizado. O Twitter tem gerado algum tráfego para o blog, ainda não como os buscadores, mas gera de verdade.
A grande vantagem de "twittar" o blog é que ele não cria um espelho do blog. Um site espelho é um que reproduz as mesmas coisas do seu blog principal. Esse tipo de site não é bem-vindo por alguns sistemas de afiliados, fora que pode roubar visitas preciosas do seu site.

5.3 - No Facebook - a exemplo do Twitter, o twitterfeed também publica seus posts no Facebook, por meio do feed do seu blog. Se não sabe como ativar o feed, leia esta postagem (clique). Facebook já chegou a bater em número de acesso o próprio Google, então não se pode duvidar do seu poder. Eu mesmo ainda to engatinhando em quase tudo, e no Facebook principalmente. Quanto ao do Facebook, só terei certeza se seu uso aumenta o tráfego do blog dentro de alguns meses.

6- Ative os botões de compartilhamento (sistemas de bookmarking)- o próprio Blogger já possui um sistema assim. Assim, cabe ao internauta decidir o que quer compartilhar ou não do blog visitado, nos muitos sistemas de compartilhamento de favoritos e informações, como Stumbleupon, Orkut, Facebook, Twitter, AOLmail, Blogmarks, etcsss.

7 - Utilize hacks ou widgets de posts relacionados. Isso aumenta em muito o número de páginas visualizadas. O que utilizo é o Linkwithin, que gera posts relacionados com imagens e dentro do contexto das postagens, não é aleatório. Nessa postagem do diste Dicas Blogger tem um tutorial muito claro explicando como aplicar o Linkwithin.

8 - O Live Activity Feed - por incrível que pareça, também gera tráfego interno. Esse widget gratuito pode ser obtido aqui. Por meio dele, são exibidas em tempo real, as postagens acessadas naquele instante no blog, junto com a localidade do internauta. Alguns curiosos (e são muitos) clicam nesses links para ver o que outros estão navegando e acabam conhecendo melhor o conteúdo do blog.


8 - Utilize um template (layout/modelo de blog) com fácil navegação, rápido para baixar - o meu não é muito positivo neste aspecto, porque possui muita imagem. Para um país com muito internauta ainda com uso de internet de rádio ou discada, uma página pesada atrapalha muito a visualização das postagens. Alguns internautas com razão podem ficar impacientes e nem esperar carregar a página.
Por conta disso, tive que sacrificar a lista de parceiros e colocar noutra página, até que consiga construir um blog mais leve. Tava pensando em diminuir o número de postagens por página.
Sobre o tamanho ideal para imagens, consulte essa postagem: http://jacksonangelo.blogspot.com/2009/11/dicas-para-trabalhar-com-fotos-no.html. Ela esclarece o que fazer para tornar a imagem mais leve e, consequentemente, agilizar o carregamento da página do blog.
Neste site é possível medir o tempo de carregamento de home. Faça um teste: http://tools.pingdom.com/fpt/. O meu deu só 3,4 segundos, bem mais rápido do que eu esperava, mas acho que é porque a home, hoje, tá com poucas imagens.
Sites com animações demais costumam pesar muito. Por exemplo, gifs e animações flashes. Será que elas são necessárias? Além disto, tem as listas de músicas que tocam automaticamente assim que o internauta acessa o blog. Essse toque, no meu ver, deveria ser opcional. Então, cada detalhe tem que ser pensado, em termos de se vale à pena ou não deixar carregar nas páginas do blog.

9 - Envie um novo sitemap para o Google - leia AQUI como. Conselho: leia o que puder desse site, é muito útil para otimizar tudo que se relaciona a blogs.
Sitemap é o mapa do site, no site http://www.seomarketing.com.br/sitemap.html há uma explicação a respeito muito fácil de entender.

Amanhã coloco mais dicas. Espero ter ajudado!

Texto de: Jackson Angelo

2 comentários

  1. Olá Jackson! Muito bom esse post. Aliás, faço uma ressalva: ele serve não somente para nos ensinar como aumentar o número de visitas ao nosso blog, como também nos ensina como montar um blog. Ah!E serve pra mim, tbm! Meu blog é uma bagunça.rsrs Ajudou muito! Até mais!

    ResponderExcluir
  2. Boa postagem. Gostei das dicas. A gente tem sempre um detalhe a mais para zelar e para incrementar no blog. Fiquei pensando no twitfeeds e no activity online. Estou sempre cuidando do meu blog. Há coisas que não melhorei porque sao inerentes a minha personalidade (textos longos). Uma coisa que nao gosto sao os anuncios. Entao estou passando sem eles. Valeu. Beatriz

    ResponderExcluir

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe