Pesquisar neste blog

Um final feliz ainda que seja adeus

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Poesia para uma amiga. Pode até parecer triste, mas é um final feliz. Não do tipo hollywoodiano em que um casal termina junto e feliz pra sempre.
As histórias antes de terminarem tem um começo, um meio, todo o desenrolar de uma história. Acontecem coisas importantes e banais. Sonhos e expectativas podem ser ou não correspondidos.
Há histórias que são intensas, mas sabemos não ser eternas. Contudo, enquanto elas duram são fonte de diferentes alegrias e ricas em experimentações.
Há finais que são esperados, que podem vir de uma hora pra outra. Quando finalmente acontecem os últimos instantes, podemos nos assustar, mas não nos desesperar.
O ideal é que o coração tenha cumprido suas múltiplas e (às vezes) contraditórias funções de amar, de viver, de sentir, de se entregar aos sentimentos que lhe invadem, a fugir de alguns, aprender a dominar outros, dosar as reações diante dos fatos.
Encontramos reações gigantes para coisas que descobrimos ser tão pequenas e sem sentido. Desocbrimos tesouros onde podemos ter atirado muito lixo. Encontramos Deus onde não gostaríamos, e onde sempre o pusemos podemos descobrir que ele não estava ali. Não digo isso como regra, mas é certo que mesmo no tocante à fé, podemos nos enganar em um instante e mais tarde enxergar o erro. Creio que seria edificante fazer o que for possível para corrigi-lo.
Vamos nos deparar com surpresas. Fazemos e pensamos coisas que nunca imaginamos antes: somos capazes de amar e de odiar. Somos capazes de ser muito verdadeiros e de esconder tudo.
Enfim, o sol lança raios que confortam a pele, mas há instantes em que os raios de sol queimam, cansam, até que o sol baixa e os seus raios já não queimam.
Há um instante em que não suportamos olhar pra o sol, mas há um instante próprio em que o vemos em um resplendor inigualável, quando ele vai descansar tendo feito fielmente o seu serviço.
Então, acho que há relacionamentos que nos enriquecem, nos ajudam a descobrir mais de nós mesmos, porque se relacionando apenas conosco mesmo não nos pomos à prova, e o coração fica muito limitado a uma visão, a uma linha de ação e pensamento.
Deixo essa poesia para minha amiga.


O eterno instante
O último beijo
Liberdade
O eterno sentimento
O ar a encher meus pulmões
A esperança a encher-me de motivação
Foi um breve momento
Nenhum pouquinho mais
Acabou
Sem aviso se foi o meu amor
Do pingo d'água fiz uma cachoeira
Do grão de arroz fiz um banquete
Deste último beijo fiz minha história
O eterno instante
A mão sobre as minhas
O corpo leve sem temor
O coração forte e alegre
Os olhos a brilhar
Sem saber que perderia o sol de vista
Acabou
Mas a felicidade é eterna

3 comentários

  1. Bom dia querido!
    Adorei a poesia,linda!
    Mania que o povo tem em dizer que não deu certo né? muitas vezes deu certo sim enquanto durou só não foi eterno e eterno só o amor de Deus. Não que eu não acredite no amor, acredito sim e torço para que ele dure muitos e muitos anos.
    Um abraço e fique com Deus.
    Sueli Falcão

    ResponderExcluir
  2. Bom dia querido!
    Adorei a poesia,linda!
    Mania que o povo tem em dizer que não deu certo né? muitas vezes deu certo sim enquanto durou só não foi eterno e eterno só o amor de Deus. Não que eu não acredite no amor, acredito sim e torço para que ele dure muitos e muitos anos.
    Um abraço e fique com Deus.
    Sueli Falcão

    ResponderExcluir
  3. Já diz uma passagem bíblica "há tempo para tudo...". Cada coisa breve ou ñ, intensa ou ñ, verdadeira ou ñ terá seu quinhão de tempo nas nossas existências. Quanto ao sua importância?? Tbm somente o tempo o dirá.

    abrç e boa semana

    ResponderExcluir

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe