Pesquisar neste blog

Sobre questões e pedidos feitos no CBOX

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Amigos do blog, tudo blz?? Queria expor mus pensamentos sobre o CBOX. Já fiz isso antes, mas acho válido relembrar.
1 - Ele não é um meio gratuito de comunicação, por isso é limitado a poucos caracteres. Então, não consigo responder certos questionamentos no espaço limitado do CBOX. Por exemplo, se alguém perguntar: "o que ocasiona as tsunamis?" A pergunta é muito curta e a resposta seria muito grande. Então, alguns tipos de perguntas que são feitas no CBOX são muito curtas, e o espaço é inadequado. Uma forma de contato é o e-mail. Vou fazer um e-mail ou comunidade apenas para isso, depois divulgo.

2 - Essa versão gratuita só lista 150 recados. Então, a medida que novos recados  são enviados, os mais anteriores vão sendo deletados pelo sistema, por isso não tenho como recuperar as informações. Se alguém põe um pedido, pergunta ali naquele espaço miúdo e temporário, eu não tenho como garantir que terei como reler o que foi escrito e por isso se fizer cobranças de algo pelo menos relembre o que foi escrito lá. Minha cabeça é muito limitada pra reter e nem sempre tenho paciência pra ficar anotando tudo o que escrevem lá

3 - Eu havia feito uma parte do blog para pedidos,  mas não dei conta, por isso decidi não atender mais pedidos. Então, se fizerem pedido saibam que não tenho como obrigatório atender. O que atendo, faço por respeito e amizade, dependendo de como a pessoa pede, e se for uma pessoa que não agradece não acho que seja válido atender novamente. E gosto de muita calma, muita, muita, muita calma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe