Pesquisar neste blog

Frames Shine to the Life (Brilhe para a vida; PNG)

quinta-feira, 16 de julho de 2009





Você pode brilhar sim,
Diga que ainda tem sol dentro de você
O sol da justiça!
Você brilha quando consegue chorar com os que choram!
Você brilha quando pode confortar os aflitos!
Você brilha quando perdoa!
Quando ajuda aos mais necessitados!
Quando as lágrimas caem pela sensação do dever cumprido
Apesar de todo sofrimento!
Brilha quando remove os cascões da angústia
Quando retira as feridas purulentas da mentira e da maledicência
E se desfaz da poeira miasmática do derrotismo
Brilha quando ouve a voz que manda parar o carro
Quando está prestes a atropelar a si mesmo
E dar fim a outras vidas

Brilha quando pinta as paredes com novas cores
E põe as roupas fedendo a mofo pra tomar sol
As paredes do quarto chamado coração!
As roupas do homem que está dentro de você!


Para baixar clique nas imagens!

América sem máscaras - Ku Klux Klan ativa e vivida em família



Anthony Karen, um fotojornalista de Nova Iorque, levou quatro anos tirando fotos da Ku Klux Klan em pequenas cidades dos Estados Unidos, Alemanha e Canadá. Seu trabalho foi publicado no livro The Invisible Empire (O Império Invisível) . Ele também teve o, digamos, privilégio de ter acesso ao interior do santuário do Klan e ver como as coisas funcionam nessas cerimônias, como, por exemplo, o ritual de queimar a cruz.
O grotesco das fotos é a presença pacífica e completamente natural de crianças, que vivenciam e internalizam tudo isso como algo natural.
O Ku Klux Klan tem como bandeiras: o racismo, o anti-catolicismo, o anti-comunismo e o anti-semitismo.

Segundo a Wikipedia, a Ku Klux Klan:
"[...] também conhecida como KKK) é o nome de várias organizações racistas dos Estados Unidos que apóiam a supremacia branca e o protestantismo (padrão conhecido também como WASP) em detrimento a outras religiões. A KKK, em seu período mais forte, foi localizada principalmente na região sul dos E.U.A., em estados como Texas e Mississipi."
"[...]A primeira Ku Klux Klan na verdade foi fundada por amigos da cidade de Pulaski, Tennessee, em 1865 após o final da Guerra civil americana. Seu objetivo era impedir a integração social dos negros recém-libertados, como por exemplo, adquirir terras, ter direitos concedidos aos outros cidadãos, como votar. O nome, cujo registro mais antigo é de 1867, parece derivar da palavra grega kuklos, que significa "círculo", "anel", e da palavra inglesa clan (clã) escrita com k. Devido aos métodos violentos da KKK, há a hipótese de o nome ter-se inspirado no som feito quando se coloca um rifle pronto para atirar. Capa do filme "O Nascimento de uma Nação". Em 1872 o grupo foi reconhecido como uma entidade terrorista e foi banida dos Estados Unidos. O segundo grupo que utilizou o mesmo nome foi fundado em 1915 (alguns dizem que foi em função do lançamento do filme O Nascimento de uma Nação, naquele mesmo ano) em Atlanta por William J. Simmons. Este grupo foi criado como uma organização fraternal e lutou pelo domínio dos brancos protestantes sobre os negros, católicos, judeus e asiáticos, assim como outros imigrantes. Este grupo ficou famoso pelos linchamentos e outras atividades violentas contra seus "inimigos". Chegou a ter 4 milhões de membros na década de 1920, incluindo muitos políticos. A popularidade do grupo caiu durante a Grande Depressão e durante a Segunda Guerra Mundial."
O slide show abaixo é permitida pela versão online da Life. Para ver todas as imagens clique em play.


Vamos voar um pouquinho (poesia e molduras)

Tire os pés do chão um pouquinho
Vamos voar com a imaginação
Vamos viajar com os olhos no invisível
Vamos tomar como combustível da nossa mente a emoção
Como piloto o coração,
Que ele use o uniforme mais bonito!
Vamos aproveitar para ser feliz porque....

No último instante, não lamento a viagem perdida
Não choro pela cidade que nunca visitei
Lembro apenas de como é bom caminhar
Como é bom ter você ao meu lado
E tocar tuas mãos sem feitiços, sem laços, sem correntes
Como é bom ver a tua face
Ver os teus olhos se movendo
Ainda descobrindo e interpretando o mundo
No último instante não lembro das feridas
Apenas os muitos sorrisos que eu dei e poderia dar
Não vou reclamar no último instante
Da comida sem sabor, mas lembraria de todos os sorvetes
De todas as balas e chocolates que comi
Eu riria da comida queimada
Do dia que cortaram meu ponto no trabalho
Riria de mim molhado na chuva
Meus jogos não seria mais guerras
Ficaria mais tempo debaixo da água
Sentiria muito mais o vento bater nas folhas das árvores
E carregar os papéis pelas ruas
Minhas perninhas cansadas de andar
Mas ainda andando
Abençoaria meu chefe cada dia mais
Para que Deus abrisse completamente seu coração
Tentaria falar mais com as crianças
Tentaria entender como elas se perdem na gente com o tempo
Aprenderia a fazer o meu avião de papel
E não me martirizaria por nunca ter sido piloto da NASA
No último instante, não há feridas e remorsos de ninguém
Apenas sei como é bom viver
Meu último instante é sempre agora!
(Jackson Angelo)

Para baixar clique nas imagens!


Imagens do Dia do Observatório da Nasa


Sempre fico impressionado com as imagens selecionadas pelo Observatório da NASA. São imagens incríveis contextualizadas cientificamente, com alto nível de qualidade.
A NASA compartilha imagens, estórias e descobertas sobre o clima e meio ambiente com o público, incluindo suas missões em satélites.
A imagem de hoje, por exemplo, veio do Brasil, foi captada em 29 de junho e evidencia as inundações espetaculares que ocorrem anualmente na bacia amazônica. Segundo a AFP, em meados de junho desse ano, o Rio Negro, em Manaus, atingiu o seu nível mais alto em 56 anos.
Mais em: http://earthobservatory.nasa.gov/IOTD/view.php?id=39359
A partir de amanhã vou colocar no meu blog naturezamor.blogspot.com versões traduzidas pra qualquer pessoa entender sobre as explicações das imagens do dia da NASA.

Alice no País das Maravilhas (montagem; PNG)

Alice no País das Maravilhas
Alice no País das armadilhas
Alice no País do Carnaval
Alice no País Cara da pau
Alice num mundo de fantasias
Alice num mundo de hipocrisias
Alice sem carta de amor
Alice vivendo um filme de terror
Alice no País do faz de conta
Faz de conta que o sol desponta
Faz de conta que apenas no chão caiu
Enquanto toda sua vida... ruiu...
(Jackson Angelo)


Desculpem o tom meio macabro da poesia acima, mas tava pensando no Brasil, no país do mundo planeta Terra. E falando em maravilhas, só me veio á mente armadilhas.
Mas que não seja assim na vida, é meu sincero desejo.
Lembrem-se que Deus nos aconselha a sermos mansos como as pombas, mas precavidos como as serpentes.
É macabro, mas pensem em quantas crianças são acostumadas um pouco com maravilhas de pais, maravilhas de tratamento, de educação, de pessoas, de amigos, de brinquedos e programas de televisão e ainda nessa mesma infância sofrem barbáries que não merecem nem ser nomeadas.

Mesmo assim, é preciso ter esperança e não perder a capacidade de crer, viver e amar.

Para baixar clique nas imagens!
Medidas de ambas: 1024 x 768 pixels, 1016 KB; PNG


Tamanho padrão de papéis A4 e similares, no padrão ISO 216

O tamanho dos papéis é uma grandeza matemática socialmente aceita, baseada em padrões internacionais.
Sempre adorei esse assunto de medidas e padrões. O gráfico acima pode ser compreendido como um comparativo entre os diferentes tamanhos de papel do padrão internacional ISO 216.
Para quem trabalha com gráficos, é bom conhecer um pouquinho mais a fundo essa história.
Abaixo se encontra uma tabela com medidas padrões dos papéis A4, A1, A2, A3, A5, A6, A7, A10 e Legal.
Essa tabela é útil para se certificar dos tamanhos padrões adotados pelo ISO 216. Esse conhecimento pode nos ajudar a entender melhor como formatar os documentos quando utilizamos editores gráficos ou até editores de texto mais arrojados como o Word da Microsoft.
Na verdade, os próprios editores possuem um mecanismo próprio de medidas que obedece rigidamente essa padronização. Porém, muitos sequer prestam atenção nisso. Nos editores, o mais comum é que as medidas sejam dadas em centímetros. Mas, obviamente, podem ser adotadas outras medidas.

A0

84,1 x 118,9
A1 59,4 x 84,1
A2 42,0 x 59,4
A3 29,7 x 42,0
A4 21,0 x 29,7
A5 14,8 x 21,0
A6 10,5 x 14,8
A7 7,4 x 10,5
A8 5,2 x 7,4
A9 3,7 x 5,2
A10 2,6 x 3,7
Legal 21,59 x 35,56


A Wikipédia oferece uma base bem ampla de conhecimentos a esse respeito. Através dela é legal conhecer um pouco mais

Houve muitos padrões de tamanho de papel em diferentes locais e épocas, mas hoje há basicamente dois sistemas em vigor: o sistema internacional (A4 e derivados) adotado na maioria dos países, e os formatos adotados nos EUA e Canadá (como o Letter).

Tamanhos de papel das séries A, B e C,
da norma ISO 216 (em milímetros)
:

série A série B série C
4A0 1682 × 2378
2A0 1189 × 1682
A0 841 × 1189 B0 1000 × 1414 C0 917 × 1297
A1 594 × 841 B1 707 × 1000 C1 648 × 917
A2 420 × 594 B2 500 × 707 C2 458 × 648
A3 297 × 420 B3 353 × 500 C3 324 × 458
A4 210 × 297 B4 250 × 353 C4 229 × 324
A5 148 × 210 B5 176 × 250 C5 162 × 229
A6 105 × 148 B6 125 × 176 C6 114 × 162
A7 74 × 105 B7 88 × 125 C7 81 × 114
A8 52 × 74 B8 62 × 88 C8 57 × 81
A9 37 × 52 B9 44 × 62 C9 40 × 57
A10 26 × 37 B10 31 × 44 C10 28 × 40

A tolerância especificada pela norma é de:

  • ±1.5 mm para dimensões até 150 mm,
  • ±2 mm para medidas de 150 a 600 mm, e
  • ±3 mm para dimensões acima de 600 mm.
Tamanhos de papel padrão nos EUA e Canadá:
nome em polegadas em milímetros razão
Carta (Letter) 11 × 8½ 279 × 216 1.2941 próxima ao A4
Ofício (Legal) 14 × 8½ 356 × 216 1.6471 próxima ao A4
Ofício 2 (Folio) 13 × 8½ 330 × 216 1.5294 próxima ao A4
Ofício 9 12,4 × 8,46 315 × 215 1.4651 próxima ao A4
Tablóide 17 × 11 432 × 279 1.5455 próxima ao A3

Padrão ISO 216

O padrão internacional para tamanho de papéis ISO 216 é baseado no padrão alemão DIN 476. Partindo do sistema métrico, o formato-base é uma folha de papel medindo 1 de área (A0). O grande trunfo é a proporção entre os lados do papel, a mesma em todos os tamanhos do padrão, aproximadamente igual a 1:\sqrt{2} (raiz quadrada de 2, igual a 1,4142…), que tem a propriedade de se manter quando a folha é cortada pela metade ou dobrada. Sucessivos cortes definem a série A de tamanhos A1, A2, A3, A4…, cujas medidas são arredondadas na ordem dos milímetros. Manter a mesma proporção entre diferentes tamanhos, propriedade inexistente nos formatos tradicionais de papel, facilita a ampliação e redução de um tamanho para o outro e a confecção de folhetos e brochuras com duas páginas em cada folha, na qual o tamanho do papel deve ser, na série, de uma ordem acima do tamanho da página, p.ex., folhas A3 são dobradas para fazer brochuras A4.

Coisas da Diná - tutoriais para artesanato doméstico

Gente boa, nem avisei nem pedi a ela (Dina do blog Coisas da Dina), mas vou indicar, pra quem gosta de artesanato caseiro.
Ela simplesmente seleciona e divulga tutoriais, com passo a passo e moldes de objetos muito legais, práticos e bastante úteis para usar no dia a dia e dar aquele toque pessoal.
Saca só!











A pedidos - 02 molduras de batizado com Jesus

Para baixar clique nas imagens!

Fiz a pedidos de uma irmã da Igreja Adventista do Sétimo Dia, que com uma educação primorosa me pediu para fins de batizado. Não sei se fiz como ela realmente deseja, mas espero que seja de proveito para quem se direito.

Lembranças do Haiti


Há muitas crianças desabrigadas no Haiti, um dos países mais pobres do mundo. Lembrem-se delas nas suas orações. Sei que no Brasil a situação também é caótica, catastrófica, humilhante, mas não existem apenas problemas aqui.




Artista: Brandon Heath
Música: Give Me Your Eyes (depois eu traduzo)


Looked down from a broken sky
Traced out by the city lights
My world from a mile high
Best seat in the house tonight
Touched down on the cold black top
Hold on for the sudden stop
Breath in the familiar shock
Of confusion and chaos
All those people going somewhere,
Why have I never cared?

Chorus:
Give me your eyes for just one second
Give me your eyes so I can see
Everything that I keep missing
Give me your love for humanity
Give me your arms for the broken hearted
Ones that are far beyond my reach.
Give me your heart for the ones forgotten
Give me your eyes so I can see
Yeah
Yeah
yeah
yeah

Step out on a busy street
See a girl and our eyes meet
Does her best to smile at me
To hide what's underneath
There's a man just to her right
Black suit and a bright red tie
Too ashamed to tell his wife
He's out of work
He's buying time
All those people going somewhere
Why have I never cared?

Chorus
Give me your eyes for just one second
Give me your eyes so I can see
Everything that I keep missing
Give me your love for humanity
Give me your arms for the broken hearted
Ones that are far beyond my reach.
Give me your heart for the ones forgotten
Give me your eyes so I can see
Yeah
Yeah
yeah
yeah

I've Been there a million times
A couple of million eyes
Just moving past me by
I swear I never thought that I was wrong
Well I want a second glance
So give me a second chance
To see the way you see the people all along

Chorus (x2)
Give me your eyes for just one second
Give me your eyes so I can see
Everything that I keep missing
Give me your love for humanity
Give me your arms for the broken hearted
Ones that are far beyond my reach.
Give me your heart for the ones forgotten
Give me your eyes so I can see
Yeah
Yeah
yeah
yeah

Álbum com 4 montagens para fotografias de bebezinhos (PNG)

PARA BAIAR CLIQUE NAS IMAGENS!

ИзображениеИзображение
ИзображениеИзображение

MOLDURAS INFANTIS PARA ORKUT

PARA BAIXAR CLIQUE NAS IMAGENS!

Quando digo para Orkut é porque a dimensão em pixels das imagens é pequena, sendo por isso de rápido download.


Изображение Изображение Изображение

bACKGROUNDS E FLORAIS PARA MONTAGENS FOTOGRÁFICAS (PNG)

IMAGENS EM FORMATO PNG TRANSPARENTE FEITAS COM VETORES.

PARA BAIXAR CLIQUE NAS IMAGENS!

Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение
 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe