Pesquisar neste blog

Falta de você 1

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Nestes dias estranhos,
São eles os primeiros dias sem você
Sinto a cada instante uma falta diferente
Tenho falta de te esperar antes da chegada
Pois agora a ninguém espero
Tenho falta do teu sorriso que sempre me alegrou
Mesmo quando eu tava a ponto de explodir de raiva
Falta das tuas palavras, tua luz, tua cor
Tenho falta de mim, de quem sou, de quem me descobri
Quando tantas vezes estive do teu lado
Minha bússola é você
Tenho falta da tua franqueza, do poder de desafiar
A monotonia, as normas tolas, as mesmices
Congelar e quebrar os ecos de dor
Que faziam do meu coração um vale de ais e uis
Tenho falta do brilho que sai dos olhos teus
Faróis na escuridão: você!
Tenho falta do som da tua voz
Dos teus erros e falhas bruscas
Da pouca chance de previsão do que poderia acontecer
Não havia como me agasalhar pro inverno
Não havia como me aquecer pro verão
Minha estação é você
Tenho falta da tua força e das tuas fraquezas
De quando fazia meu corpo cair
Ao me atirar no mar, no chão, no ar, nas brincadeiras
De quando fazia meu corpo levantar
Pra correr, marchar, andar, viver, retirar-me em vôo para a alegria
Falta! Muita falta!

Jackson Angelo

Sentir falta de alguém que nunca voltará é como ter fome crescente sem comida que possa saciar. (Jackson Angelo)

Se o destino escapar


Nossas Vidas
Nossos Destinos
O amor que não volta
Feito a idade de um menino
Se ele bater em sua porta
E o destino escapar de suas mãos
Não chore
O tempo cura os piores males
Mas, o amor é irremediável

Que Deus me conserve
Com a simplicidade de um menino pobre de rua
Chupando manga em uma calçada

Poesia de Germano Firmino Maceió, 19 anos; um amigo-irmão a quem quero muito bem.
 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe