Pesquisar neste blog

Dicas de montagens e molduras para Photoshop - parte 1

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Antes de ir às dicas, preciso dimensionar um pouco o que me passa na cabeça nesse momento.

É natural que muitos usuários de internet ao se depararem com os muitos trabalhos gráficos digitais distribuídos e compartilhados na net fiquem se questionando sobre os meios e modo de como fazer aquele trabalho gráfico.
Então, a questão é: sou capaz? Posso ser capaz? Isso só a própria pessoa vai poder responder. Acho que a melhor atitude sempre é ser sincero, principalmente com nosso coração. Se vou utilizar um programa, escolho o que mais me der condições de aprender. Se eu não sei nada da língua inglesa e me atrapalho com esse idioma, então devo evitar programas nessa língua ou, dentro do que é possível, aprimorar meus conhecimentos nesse aspecto.
Por conta do blog recebo constantes pedidos de esclarecimentos sobre questões da área gráfica e algumas não sei como responder. Contudo, graças a Deus, com algum esforço e curiosidade, aprendi a utilizar suficientemente o Google e conseguir encontrar respostas para mim e para as pessoas. Os melhores resultados para vários assuntos são encontrados em língua inglesa. Por exemplo, se comparar o nível qualitativo e quantitativo de informações na Wikipedia sobre diferentes temas, as informações disponíveis em língua inglesa superam, em sua quase absoluta maioria, as de língua portuguesa.

Agora, podemos ir às dicas para ajudar nas montagens, não é um tutorial pra se fazer uma moldura (vou tentar ser resumido!!):

1 - Tamanho - escolha o tamanho padrão de fotografias se for para impressão. No marcador impressão do blog tem várias dicas e tabelas nesse aspecto.
Nessa questão do tamanho, deve haver uma proporção entre a resolução em DPI e o tamanho real da imagem. Então, se pego uma foto com um tamanho de 15x10 cm e 72 DPI e vou inserir numa moldura projetada para esse tamanho, mas com 300 DPI, quando arrastar a foto para dentro da moldura, a diferença gritante de DPI vai impedir uma boa montagem em 300 DPI. Então, nesse caso, deve ser diminuído o DPI da moldura até ficar compatível com o tamanho da foto. Não se recomenda esticar, aumentar a foto com baixa resolução pois a imagem vai ficar com manchas e ruídos. Na própria visualização do Photoshop ou de qualquer outro editor gráfico é possível visualizar isso. Escolha visualização de 100% e vai poder notar a qualidade da montagem em sua totalidade.
Isto não quer dizer que se uma imagem tiver 300 DPI ela estará limpa, sem ruídos. Não. Não é toda imagem que se pode aumentar pra 300 DPI sem perda sensível de qualidade. É preciso prestar atenção nessq questão de ruídos. O Photoshop conta com plugins nativos (nativos significa que já vêm nele) que podem auxiliar a diminuir os ruídos.

2 - Tutoriais de Photoshop (e de outros editores gráficos) - Se vou adotar um programa de edição gráfica com o qual me identifique, tenho que procurar ler o máximo possível sobre ele, principalmente com relação ao que pretendo fazer. O manual de ajuda do programa está lá no seu computador, geralmente após o programa ser instalado, pra ser lido e relido, se possível com testes práticos feitos pelo usuário. Os manuais de ajuda explicam praticamente tudo o que é preciso saber sobre o programa e até ensinam como manejar as ferramentas disponíves nele. Contudo, os manuais de ajudam não ensinam diversos tipos de efeitos possíveis, pois objetivam apenas elucidar o que o programa é capaz de fazer.
Por isso, quanto mais tutoriais ler melhor. Em termos de molduras, recomendam-se tutoriais de scrapbooking, tutoriais de efeitos de texto (se for trabalhar com textos), efeitos de sobreposição de camadas, efeitos feitos por plugins do Photoshop ou de outros editores gráficos. Todo editor vem com plugins que aplicam efeitos nas imagens.
Eu sei que na cabecinha se passa nessa hora: "onde achar esses tutoriais?". Depois faço uma lista com sites de tutoriais nessa área. Enquanto isso não faço, humildemente recomendo que consulte o Google, utilize nessa busca os termos tutoriais de scrapbooking, tutoriais de montagens, se souber inglês tente pesquisar em língua inglesa. Quanto mais específica for sua busca melhores serão os resultados.

3 - Esquema de cores definido - um esquema de cores é um conjunto de cores escolhidas para se fazer um projeto gráfico. Em montagens e molduras é muito útil fazer um conjunto de cores. Os elemtnos utilizadoss na montagem também devem ser apropriados. Por exemplo, se for sobre amor escolhem-se elementos gráficos (imagens transparentes e fundo) que possam se relacionar ao tema; as cores também devem se combinar entre si. A escolha não é aleatória, deve ser esteticamente agradável. Na postagem "Como fazer esquema de cores" indico sites que facilmente ajudam nesta tarefa.
Quando algum elemento não se encontra dentro do padrão de cores definidas para a montagem, caso ela tenha um, é possível se valer das técnicas de recolorir imagens do editor gráfico. As ferramentas de colorir imagens ou parte das imagens são muitas no Photoshop e exige um razoável conhecimento de todas elas. É bom consultar o manual de ajuda do editor gráfico e os muitos tutoriais disponíveis na internet, principalmente no Youtube; acho que o vídeo é sempre uma boa opção pra quem tem dificuldade apenas com tutorial em texto.

4 - Utilizar ferramentas para melhorar a qualidade das imagens - Todo problema na imagem que dificulta ou empobrece sua visualização e impressão se chama genericamente de ruído. Por exemplo, se quero fazer uma moldura com o tema Cinderela, então busco no Google imagens ou no Bing imagens (buscador beta da Microsoft) imagens dessa personagem, escrevo para isso o nome Cinderela (ou Cinderella - inglês). Os dois buscadores apresentam atualmente opções de escolher imagens de pequenas, médias ou grandes, clique em mostrar opções. Dê preferência a imagens grandes ou médias.

Ao baixar a imagem, devem ser verificados seu tamanho e resolução. Sobre isso volte à primeira dica. Eu baixei o seguinte wallpaper da net (para baixar clique na imagem).

Essa imagem tem tamanho de impressão (print size) 36,12 x27 cm, mas com 72 DPI. Então, o que quero destacar dela é a parte da imagem do príncipe com a Cinderela. Neste caso, devem ser utilizadas as ferramentas de seleção do editor gráfico. No caso do Photoshop, há vários modos e ferramentas para seleção. Selecionar essa parte significa removê-la da imagem e cola-la noutro documento do editor. Se quero uma montagem do tamanho 15x10 cm, por exemplo, clico em Arquivo>Novo ou uso o atalho Ctrl+N. Vai ser aberta a caixa, conforme imagem logo abaixo. Nessa caixa estabeleço as medidas do arquivo: altura, largura, resolução, padrão de cor, transparente. Normalmente ao iniciar um novo documento no Photoshop eu utilizo fundo transparente. Mas isso é opcional.

Uma vez aberto esse arquivo, colo a área selecionada da outra imagem (no caso, do wallpaper) no novo documento. Nesse caso, utilizei a ferramenta "Quick selection toll" (atalho letra W). Utilizei o tamanho 11 para a ferramenta. Abaixo o menu com a ferramenta e o seu ícone em destaque (lado esquerdo da imagem, onde tá escrito quick selection tool). Tá marcado o sinal de menos (-) na imagem (a parte superior com o ícone da ferramenta), porque selecionei de uma vez só, sem pausa a imagem. Mas se for dar pausas marque o ícone com o símbolo de mais (+), conforme mostrado na parte superior da imagem abaixo.
O mais e o menos têm um sentido. Se utilizar com o símbolo de mais vão ser adicionadas as novas partes selecionadas à seleção anterior. Se utilizar o símbolo de menos, a nova parte selecionada será excluída da seleção.

Essa ferramenta, neste caso, seleciona os pontos próximos da parte da imagem desejada. Basta ir passando a imagem sobre a parte da imagem com o príncipe e a princesa. Vai ficar uma linha pontilhada indicando que aquela área foi selecionada.

Por precaução, pode ser usado o recurso de aumentar, expandir a seleção. Nesse caso, expandi em um pixel. Para isso, vá no menu superior do Photoshop e escolha Select>modify>Expand. Na caixa que aparecer escolha 1 (um) pixel.
Então, dê ctrl C (Control C) e copie essa parte no novo documento. Agora vá na nova imagem com o tamanho previamente escolhido e cole (Control V). Como escolhi o tamanho 15x10, mesmo a imagem do wallpaper sendo maior, vejam a diferença de tamanho da imagem selecionada copiada no novo documento. Isso porque o DPI do wallpaper era 72 DPI e o do novo documento 300 DPI. Em alguns casos, pode ser escolhido 200 DPI para o novo documento, que não afetará tanto a impressão e a diferença não serão tão gritante.


4.1 Ferramenta clone stamp tool
para diminuir bordas indesejáveis apo redor da imagem

Mas, fixemos a atenção nessa camada do príncipe com a princesa. Ao fazer a seleção, copiar e colar no novo documento, você vai poder notar que há falhas ao redor da imagem, conforme imagem abaixo:
Nota os restos de pixels ao redor da imagem extraída do wallpaper? Eu geralmente tiro estes resíduos de pixel indesejáveis com a ferramenta "clone stamp tool" (ferramenta de clonagem; atalho letra "S").
Com a técnica que encontrei, por mim mesmo mexendo no Photoshop, a imagem poderá ficar assim:
Percebe a diferença ao redor da imagem. Muito mais limpa, sem os arranhões da primeira. As famosas bordas (edges). As bordas sempre aparecem quando fazemos seleções, principalmente em wallpapers no formato jpeg.
Nesse caso específico, vá em select>load selection (selecionar>carregar seleção), escolha new selection (nova seleção). A camada ficará selecionada. Nesse caso isso é muito importante pois demarcará a área onde será aplicada a ferramenta de clonagem.
A clone stamp tool copia de modo muito inteligente uma parte da imagem e a adiciona ao local que se precisa corrigir. Para usá-la clique em S, escolha como tamanho 11 ou 9, no caso se for treinar com aimagem que destaquei nesse tutorial. Agora vá na imagem e adicione o ponto de partida da ferramenta. Esse ponto de partida é a parte da imagem que se vai tomar como base para remendar outras partes da imagem.
Para ativar o ponto de partida da ferramenta, pressione a tecla Alt e a mantenha pressionada. Direcione a ferramenta para o local desejado que será tomado como base. Escolha a área o mais próximo possível da borda, para que o efeito fique homogêneo. Faça assim com toda extensão da imagem. Com prática vai notar como mexer melhor com essa ferramenta.
Vamos conferir um antes e depois (para ampliar clique sobre a imagem):


Sempre que errar, dê control Z que volta a etapa anterior. Se quiser voltare várias etapas, vá clicando Ctrl+Alt+Z, ou utilize a aba de histórico.
A clone stamp tool possui ainda várias funções: retirar elementos indesejáveis da imagem, restauras fotografias, entre outras.
Agora pode desfazer a seleção clicando em Ctrl+D e salvar seu trabalho a fim de dar sequência ao mesmo.

4.2 Tirando manchas, pontos, ruídos - para esse problema o Photoshop apresenta o plugin noise, que significa ruído em inglês. O caminho é filter>noise (filtro>ruído). Ao clicar em noise aparecem cinco opções, conforme imagem abaixo:


No caso dessa imagem, utilizei apenas o despeckle (tirar manchas) que tira automaticamente as manchas da imagem (no caso, da camada selecionada), basta escolher e o despeckle faz o serviço. Mas, nesse caso, ele tirou um pouquinho acima do nível desejado, tornando a imagem meio embaçada, então vou no menu superior do programa em edit>fade despeckle (editar>atenuar tirar manchas). Reduzo para 46%. Isso fica a gosto visual de cada um. Vá deslizando o controle do fade até atingir um nível que lhe agrade.
Vejam a imagem abaixo e notem a diferença que ficou antes e depois do efeito do despeckle e do fade despeckle. Notem que o rosto antes tinha muitos ruídos; após esses procedimentos melhorou muito, sem danificar a naturalidade da imagem.

5 - Se fizer uma moldura evite hospedar no Blogger - não que ele seja ruim, é que, por experiência própria, o servidor do Blogger danifica a resolução e o tamanho das imagens.

6 - Utilize os recursos de vetores. Os vetores são arquivos com resolução perfeita e podem ser aumentados à vontade com o programa apropriado. No caso do Photoshop, ele exporta a imagem vetorial. Ao abrir o vetor com o Photoshop, escolha modo de cor RGB; resolução 300 DPI e se quiser aumente o tamanho da imagem de acordo com sua necessidade.
O vetor não possui ruídos, são imagens super limpas e tornam a montagem perfeita em termos de qualidade de imagem.
Muitas molduras que compartilho aqui, feitas ou não por mim, utilizam vetores como elementos para sua composição. Se quero, por exemplo, uma boa imagem de Cinderela, procuro um vetor de Cinderela na net. Não me perguntem onde encontrar, por favor, o Google é democrático e tá aí pra todo mundo. Basta fazer como falei no início do post.
Para os calendários de times, por exemplo, eu procuro no Google por "times de futebol logotipos vetores". Se quero um específico do Flamengo, procuro por vetor Flamengo. Abra o vetor com o Photoshop e estabeleça as dimensões e modo de cor como falei. Aí salve o arquivo como PNG ou PSD. Daí pode utilizar como camada nas montagens de molduras e calendários no Photoshop. Não aconselho salvar, nesse caso, em jpeg, porque não vai haver transparência. A parte transparente é preenchida com espaço de cor branca.
Vejam abaixo a diferença entre um logotipo do Flamengo extraído de um wallpaper e um feito a partir de uma imagem vetorial (vetor):

Perceberam a diferença gritante? O logotipo feito a partir do vetor é perfeito, sem nenhum tipo de mancha. Já o extraído de uma imagem jpeg é pobre, possui muita borda. Se clicar na imagem e visualizar no tamanho completo vai notar ainda mais a diferença.

No próximo tutorial especifico outras dicas que utilizo para melhorar imagens e outras técnicas de seleção.

Tutorial e dicas de: Jackson Angelo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe