Pesquisar neste blog

Discriminação no PAC

domingo, 13 de setembro de 2009

Vamos retificar?
Eles não se preocupam com os pobres.
FINGEM
que se preocupam e
USAM
os que MANTÊM NA POBREZA
desenfreadamente.
É assim que funciona a estratégia de marketing do governo.

------------------------------------------------------------------------

QUE PAPEL MAIS INDECENTE DO GOVERNO! SÃO MUITO MESQUINHOS!
NELSON

Lulla / PT só se "preocupa" com os pobres em municipios PTistas.

Lula discrimina municípios com o PAC do Saneamento

Maioria dos 90 favorecidos é do PT e aliados outros ficam desassistidos

Brasília (11) - Levantamento feito pelo PSDB a partir de dados oficiais do Ministério das Cidades, revela discriminação na distribuição de verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Saneamento, anunciado no último dia 02 pelo governo Lula.

Dos 90 municípios que vão receber R$ 4,5 bilhões em todo o país, a grande maioria é administrada pelo PT e seus aliados como o PMDB, o PSB, o PR e o PCdoB. Em alguns casos, como na região Sul, 100% das cidades beneficiadas têm prefeitos de apoio ao governo.

A parcialidade mostra que os recursos estão sendo usados com fins eleitorais, para fortalecer as administrações aliadas, ao mesmo tempo em que nega tratamento igual para milhões de brasileiros que vivem em outros municípios, embora todos tenham as mesmas necessidades.

INDECENTE

O critério de distribuição das verbas para o tratamento de água e esgoto em 19 Estados foi criticado pelo senador Flexa Ribeiro (PA) e pelo líder da bancada do PSDB na Câmara, José Aníbal (SP). Para ambos, o que o governo está fazendo é "indecente", pois prejudica populações inteiras de cidades em que os caixas não são do PT e seus aliados. "Este é o PAC do Palanque", disse o senador paraense.

"O jogo eleitoral escancarado vai além do que podemos imaginar. Isso é uma clara evidência de ataque contra prefeitos, vereadores e principalmente à população. Quem é vermelho, leva. Quem não for, fica lançado à sorte", lamentou o senador.

A discriminação também foi criticada pelo líder na Câmara. José Anibal disse que o partido vai denunciar o favorecimento na distribuição de recursos, mais um exemplo da mistura que o governo faz entre Estado e partido e que se acentua em momentos pré-eleitorais.

Segundo apurou o PSDB, analisando-se a distribuição por regiões do país, as prefeituras administradas pelos partidos aliados do governo vão ficar com 99,5% das verbas na região Norte, 98,5% na região Centro-Oeste, 80% na região Nordeste, 60% na região Sudeste e 100%, ou seja, a totalidade, na região Sul do país.

Nessa Região, castigada por inundações há vários meses, serão aplicados R$ 704,1 milhões do PAC do Saneamento. Nenhum real irá para municípios controlados pelos partidos de oposição.

Na região Norte, o mapa não é diferente. Dos R$ 223,7 milhões, apenas R$ 1,2 milhão vão para a oposição, no caso, a cidade de Marituba (PA), administrada pelo PPS. Oriximiná, município com a mesma população que Marituba receberá R$ 8 milhões. No caso a cidade é administrada pelo PV.

No Centro-Oeste os recursos chegarão majoritariamente para os aliados. Dos seis municípios contemplados, apenas um, Ponta Porá (MS), é administrado por um partido de oposição, no caso, o PSDB. Todos os demais, dois no Mato Grosso do Sul e três em Goiás ou são administrados pelo PT ou pelo PMDB. Os dois partidos, aliás, são os mais beneficiados com a distribuição de verbas do PAC do Saneamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe