Pesquisar neste blog

Sobre o bairro de Jacaré em Cabedelo

domingo, 5 de julho de 2009


Exibir mapa ampliado

Em minha cidade, Cabedelo, existe um pôr-do-sol famoso em todo Brasil e até no exterior: o pôr-de-sol de Jacaré.
Não digo que só em Jacaré ele seja lindo aqui. Como a cidade é um pequeno cabo (isto é o que significa Cabedelo), o nascer e o pôr-do-sol são igualmente majestosos. Mas, em Jacaré criou-se um clima de encantamento, com uma infra-estrutura que valoriza esse evento da natureza.
Jacaré é um bairro muito antigo de Cabedelo. Ela tem como um dos seus limites o rio Paraíba. A água desse rio é salgada, e a praia é do tipo fluvial (de rio).
Sua população é muito pequena, mas cresce substancialmente no verão por conta da exuberância natural e de seu pôr-de-sol.
Residi em Jacaré por dois anos e não sei por qual razão Deus me mandou pra esse lugar. Mas, sei que Deus falou muito comigo lá. A igreja AD (Assembleia de Deus) de Jacaré é muito pequena, mas os irmãos de lá são inesquecíveis. Na época, os terrenos eram muito baratos e as pessoas vomitavam para comprar terreno no bairro. Contudo, muita gente atrás de calma e natureza, comprava vários lotes de terrenos lá e construíam granjas bem tropicais. Hoje, há muito contraste na área, pois existe a vila do Jacaré, com moradias muito modestas, algumas com precárias condições de vida, bem como também existe uma favela. A prefeitura da cidade luta constantemente contra a invasão de terrenos na área. Geralmente, são pessoas de outros municípios, em busca de habitação e melhores condições de vida. Com a valorização da área, o preço dos terrenos aumentou muito. Vamos dizer que se alguns valiam dois mil reais, hoje, valem uns oito mil por aí. Certamente há áreas bem mais caras por lá, tudo depende da localização.
O que posso dizer do clima do local é que é maravilhoso: o ar é muito puro, há muito mato ainda, apesar de estar em contínuo processo de urbanização; o silêncio do lugar é muito legal também. Por vários fatores, bem próximo, na entrada do bairro, tem uma clínica de stress.
O bairro conta com serviços de trem e ônibus.
O povo de lá sabe fazer três coisas como ninguém: tapioca, caranguejo ao coco e marisco ao coco. O que me impressionou mo marisco de lá é que praticamente é servido sem areia. Eu sou louco por comida do mar. Esses pratos ao coco, no verão, na praia, com aquele vento maravilhoso, aquele ambiente tropical, com coqueiros balançando e dizendo descanse em paz. Mas não é descanse em paz quando se morre não. É descanse em paz na vida mesmo.
Tive meus primeiros contatos com cobras lá. Como havia muito mato na época (cerca de seis, sete anos atrás), era comum encontrar cobras, principalmente, à noite. Certo dia, Deus me deu um grande livramento. Eu estava indo à igreja e vi algo muito lindo no chão, com cores de terra, notadamente o vermelho. Então perguntei a uma irmã que me acompanhava o que era AQUILO. ELA RESPONDEU QUE ERA SIMPLESMENTE UMA COBRA CORAL.
Outro bicho que me assustou muito lá foi um tipo de gafanhoto que tinha as cores do bem-te-vi e eram enormes. Eu não havia notado, quando passando por certo local, acho que pisei onde eles estavam agrupados, e houve aquela revoada de gafanhotos. Como sou urbano, esse tipo de contato sempre me assusta.


Lá, igual no Ceará, tem tapioca pra vários gostos. São gostosas, enchem o bucho e são bem baratas. O coco é naturalíssimo.
Minha mãe vai me matar se souber que postei essa foto. Ela é essa mulher de blusa vermelha, e tava muito à vontade. Esse é o calçadão de Jacaré. No verão, a quantidade de gente andando, circulando é significativa.
Essa é só um trechinho da praia de Intermares, bem pertinho de Jacaré, sendo que ele é banhado pelo Oceano Atlântico. Jacaré é banhado por um rio, o rio Paraíba. Intermares é lindo, depois falo melhor sobre ele.

Essa foto não é minha. Esse é o famoso Jurandy do Sax; todo dia ele cumpre sua missão: cantar o bolero de Ravel ao pôr-do-sol. Muito romântico não?!
Sobre o bolero, nessa página tem uma explicação pessoal de Jurandy (com Y mesmo):


Aqui, só queria evidenciar que de Jacaré dá pra avistar as áreas vizinhas, separadas do bairro pelo Rio Paraíba.
Eu já fiz alguns passeios de barco, "rodeando" de Jacaré até Intermares. Vale à pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe