Pesquisar neste blog

Como se fabrica a seda? (fotografias e informação)

sábado, 18 de julho de 2009

Esse é um resumo da postagem: Como se fabrica a seda?, disponível em: http://naturezamor.blogspot.com/2009/07/como-se-fabrica-seda-fotografias-e.html.
Se quiser ver completa, por favor, acesse a página acima!

Sempre fui fascinado por seda. O preço pouco acessível é justificado pelo método de obtenção muito caprichoso dos fios, o que o torna uma das matérias primas mais caras do mundo, e pela beleza evidente e única dos tecidos feitos com o fio do casulo dos bichos-da-seda. Apesar de toda mecanização alcançado no processo de produção, o processo fundamentalmente ainda é o mesmo nos últimos 5000 anos.
De uma forma bem tosca, pode-se dizer que o conjunto de técnicas e estudos para criação de bicho-da-seda bem como extração e comercialização dos fios se chama sericultura ou sericicultura.
Basicamente, para que o bicho-da- seda produza a seda é necessário que exista uma árvore, a mais comum é a amoreira, em que as mariposas podem depositar seus ovos nas folhas dessa árvore. Esses ovos darão origem às larvas do bicho da seda. O bicho-da-seda então tece o casulo. Os casulos, então, são retirados da árvore e colocados para secar. Ainda com o bichinho da seda vivo, são postos para cozer. Esse cozimento mata as larvas e facilita o esticamento dos filamentos do casulo, pois amolece uma substância chamada sericina. Esses filamentos sã unidos pela sericina e formam um fio de seda. Para formar um carretel de linha completo o é preciso utilizar de seis a sete casulos. Os fios obtidos são brancos e podem ser tingidos depois.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe