Pesquisar neste blog

América sem máscaras - Ku Klux Klan ativa e vivida em família

quinta-feira, 16 de julho de 2009



Anthony Karen, um fotojornalista de Nova Iorque, levou quatro anos tirando fotos da Ku Klux Klan em pequenas cidades dos Estados Unidos, Alemanha e Canadá. Seu trabalho foi publicado no livro The Invisible Empire (O Império Invisível) . Ele também teve o, digamos, privilégio de ter acesso ao interior do santuário do Klan e ver como as coisas funcionam nessas cerimônias, como, por exemplo, o ritual de queimar a cruz.
O grotesco das fotos é a presença pacífica e completamente natural de crianças, que vivenciam e internalizam tudo isso como algo natural.
O Ku Klux Klan tem como bandeiras: o racismo, o anti-catolicismo, o anti-comunismo e o anti-semitismo.

Segundo a Wikipedia, a Ku Klux Klan:
"[...] também conhecida como KKK) é o nome de várias organizações racistas dos Estados Unidos que apóiam a supremacia branca e o protestantismo (padrão conhecido também como WASP) em detrimento a outras religiões. A KKK, em seu período mais forte, foi localizada principalmente na região sul dos E.U.A., em estados como Texas e Mississipi."
"[...]A primeira Ku Klux Klan na verdade foi fundada por amigos da cidade de Pulaski, Tennessee, em 1865 após o final da Guerra civil americana. Seu objetivo era impedir a integração social dos negros recém-libertados, como por exemplo, adquirir terras, ter direitos concedidos aos outros cidadãos, como votar. O nome, cujo registro mais antigo é de 1867, parece derivar da palavra grega kuklos, que significa "círculo", "anel", e da palavra inglesa clan (clã) escrita com k. Devido aos métodos violentos da KKK, há a hipótese de o nome ter-se inspirado no som feito quando se coloca um rifle pronto para atirar. Capa do filme "O Nascimento de uma Nação". Em 1872 o grupo foi reconhecido como uma entidade terrorista e foi banida dos Estados Unidos. O segundo grupo que utilizou o mesmo nome foi fundado em 1915 (alguns dizem que foi em função do lançamento do filme O Nascimento de uma Nação, naquele mesmo ano) em Atlanta por William J. Simmons. Este grupo foi criado como uma organização fraternal e lutou pelo domínio dos brancos protestantes sobre os negros, católicos, judeus e asiáticos, assim como outros imigrantes. Este grupo ficou famoso pelos linchamentos e outras atividades violentas contra seus "inimigos". Chegou a ter 4 milhões de membros na década de 1920, incluindo muitos políticos. A popularidade do grupo caiu durante a Grande Depressão e durante a Segunda Guerra Mundial."
O slide show abaixo é permitida pela versão online da Life. Para ver todas as imagens clique em play.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe