Pesquisar neste blog

Poesia "A ovelhinha negra" (com montagem em PNG)

terça-feira, 30 de junho de 2009



A ovelhinha negra
A face negra
O lado vil
O lado obscuro
O sussurro no quarto
A dor sufocada
O afastamento
A solidão
A ovelhinha negra
A rejeição
A diferença
A dor profundamente dói
O grito em silêncio
A estrela caída
O brilho perdido
O espaço sem cor
A escuridão
As mãos no rosto
A lágrima caindo
A trava na língua
O tapete puxado
A zombaria
O medo de ser
O coração rasgado
Surrado no peito
Chicoteado
Amedrontado
Os irmãos que expulsam
A justiça cega que cega
O tiro nas costas
O punhal ensanguentado
A palavra que não sai
Nada mais se nomeia
O buraco negro!
O sol a jorrar lama!

A ovelhinha negra!

A esperança que canta
E vence o espaço
Toca o coração!
O amor que perdoa
E faz renascer
A fé
No Deus que levanta
E reaviva:
O azul, o roxo, o rosa, o cinza, o amarelo, o verde, o multicor
Qualquer cor!
(Jackson Angelo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para seu comentário ser publicado:
1 - Não faça comentários ofensivos, abusivos, com palavrões, que desrespeitem as leis dos país.
2- Os comentários devem ter relação com a postagem.

 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe