Pesquisar neste blog

O CÉU E O LÁPIS

sábado, 11 de outubro de 2008

IMAGEM
Essa imagem montada pelo excelente artista gráfico Peter Allen mexe com o meu entendimento. Ela balança meus fracos neurônios por reunir os céus e o lápis.
O bom é que cada pessoa pode ver coisas diferentes até mesmo em relação ao que o artista pode estar propondo em sua inspiração. Interpretar livremente é uma forma de exercitar a própria personalidade.
Os céus, a altura celestial com todos os seus significados: a glória, o sucesso, o inalcançável, morada dos deuses e anjos, primeira morada até do próprio Satanás; lugar de sonhos, segredos e mistérios milenares.
O lápis, instrumento de trabalho e de vida dos mais essenciais à sociedade letrada em que estamos inseridos, existimos, nos achamos ou até nos perdemos, e que vai nos acompanhar até o fim.
São duas formas de escrita também. De um lado o céu, uma escrita viva de Deus, em um sentido estritamente cristão. Do outro, uma escrita humana. Os céus se mostram uma escrita ilimitada que ultrapassa nossa capacidade de ver e escrever; já o lápis transporta as mãos da nossa compreensão ou mesmo curiosidade por ver, pintar, bordar, falar sobre tudo, inclusive sobre o que o céu nos traz ao coração.
São dois extremos: um o inalcançável e outro um instrumento que pode ajudar a entender, alcançar em termos de compreensão esse inalcançável e até conquistá-lo em termos de projeção intelectual, espiritual e educacional, entre outras.
Segundo o Dicionários dos Símbolos de Chevalier e Gheerbrant (2006, pág. 227),
"O céu é um símbolo quase universal pelo qual se exprime a crença em um ser divino celeste, criador do universo e responsável pela fecundidade da terra (graças às chuvas que ele despeja).
(...) é uma manifestação direta da transcedência, do poder, da perenidade, da sacralidade: aquilo que nenhum vivente da terra é capaz de alcançar. O simples fato de ser elevado, de encontrar-se em cima, equivale a ser poderoso (no sentido religioso da palavra) e a ser, como tal, saturado de sacralidade... A transcedência divina se revla diretamente na inacessibilidade, na infinidade, na eternidade, e na força criadora do céu (a chuva).
(...) Emprega-se a palavra, com frequência, para significar o absoluto das aspirações do homem, como a plenitude da sua busca, como o lugar possível de uma perfeição do seu espírito, como se o céu fosse o espírito do mundo... Compreende-se que o raio - rasgadura brilhante do céu - seja apropriado para simbolizar essa abertura do espírito que é a tomada de consciência (VIRI, 109)."

A nossa compreensão de céu é muito cristã, por razões culturais e históricas, por isso achei razoável ampliar essa noção de céu conforme se pode encontrar nos textos bíblicos. Ora, se quando temos raiva de alguém o mandamos para o inferno, movidos por um sentimento contrário de amor, principalmente demonstrado com os que morrem:, podemos dizer "Ele deve estar no céu agora!". Quer dizer, são lugares dos quais temos, em comum, uma noção mais espiritual do que física. Adotei como referencial o Dicionário Bíblico Universal de Buckland (1999, pág. 91), que oferece com clareza uma visão do que são os céus, conforme o texto bíblico:
"Segundo os judeus, havia pelo menos três céus: o primeiro era a região nublada do ar, onde voam os pássaros, que por isso mesmo são chamados 'as aves dos céus' (Jó 35.11). é a este que se referem aquelas passagens em que se fala do orvalho do céu, das nuvens do céu, e do vento do céu. O segundo céu era aquela parte do espaço, onde luzem o Sol, a Lua, e as estrelas, e que se chama o "firmamento", ou a expansão do céu (Gn 1.8). O terceiro, segundo pensavam os judeus, achava-se simbolizado pelo Santo dos Santos, e era a Casa de Deus e dos santos anjos. Foi este o céu de onde veio Cristo, para o qual subiu depois de sua ressurreição (At. 1.11), e donde há de vir outra vez (1Ts 4.16). A este mesmo céu Paulo foi arrebatado (2 C0 12.2). Não é como os outros céus, perceptíveis à vista humana (Jo 3.12, 13; Hb 8.1; e 9.24). Alguns judeus distinguiam sete céus (Testamento dod doze Patriarcas, Levi 2 e 3; Livro dos segredos de Enoque, 3.21). Com respeito ao céu, como eterna morada dos remidos, sabemos que é um lugar, que foi preparado por Jesus Cristo (Jo 14.2); um lugar de felicidade (1 Co 2.9), e de glória (2 Tm 2.11); e é também, um repouso em se está livre de toda inquietação (Hb 4.10, 11); Paraíso (Lc 23.43; Ap. 2.7); uma herança (1 Pe 1.4); cidade (Hb 11.10). Nesta abençoada morada servem os remidos a Deus, inteiramente livres do mal da alma e do corpo (Ap. 7.15, 16), em completa alegria e felicidade (Sl 16.11), vida acima da nossa compreensão (1Co 2.9)."
Já deu pra ampliar um pouco o significado da palavra céu. Agora, o lápis. Vou ser bem objetivo. Quando se fala em lápis, o que vem à mente? Vou enumerar algumas coisas:
Caderno
O ato de Escrever
O ato de Ler
Livros, revistas, internet
Educação
Letra
Professores
Avisos, bulas, cd's, manuais, leis,
Cartas, mensagens, bilhetes
Comunicação
Conhecimento
Escolas
Ta aí esse pequeno instrumento traduzido em outras palavras. Afinal, o lápis não é grande em seus objetivos? Por isso, afie muito bem seu lápis e se esforce para manuseá-lo bem, porque ninguém vai escrever sua vida por você a não ser que você deixe. Quando for testado, é de você que se esperam as respostas. Você vai ter algumas pessoas que poderão te ajudar a dominar o lápis e tudo que se relaciona com ele, no início. Contudo, só até onde você não for capaz de andar por si mesmo. E é isso o que se espera. Ninguém vai alcançar o céu que você imagina, sonha, quer, espera por você.
Já prestou atenção que ele se parece um pouco com um foguete? O piloto dele é você. Boa viagem! Espero que alcance alturas nunca antes imaginadas!
(Jackson Angelo)

02 montagens prontas para powerpoint (jpg)

Compus estas imagens para uma apresentação em Powerpoint, com hinos para serem cantados na abertura de uma festa de mocidade. Tudo é simbólico. Sei que o leitor (se tiver algum) não é insensível intelectualmente para perceber o significado dos elementos: o pergaminho, a pomba branca, os céus, as notas musicais.
DOWNLOAD: CLIQUE NAS IMAGENS!

Máscara digital com pombos brancos (PSD)


O arquivo digital RETRATADO ACIMA está no formato PSD do Photoshop, com 10 layers/camadas, todas com pombos brancos (CADA POMBO É UMA LAYER), muito útil para compor mensagens de paz, graça e amizade.
A resolução funciona bem.

Meios de transporte para colorir (coloring pages)

DOWNLOAD: CLIQUE NAS IMAGENS!

Изображение Изображение Изображение
Изображение Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение Изображение Изображение
Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение
Изображение
NÃO PODE FALTAR O SINAL DE TRÂNSITO:
Изображение

Imagens de asas para montagens (png)

DOWNLOAD: CLIQUE NAS IMAGENS!
Muitas delas são freeware da deviantart. Algumas são facilmente feitas com programas de edição 3-D.

Изображение Изображение Изображение Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение

Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение

Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение Изображение
Изображение
 

Estatísticas

Blogger WidgetsBlog statistics Widget For Blogger

Link-Me

Receber atualizações por e-mail

Enter your email address:

Provido por FeedBurner

Seguidores do blog

Mais lidos

Compartilhe